Crónicas de uma Leitora: Março 2017

sexta-feira, 24 de março de 2017

Notícia | Nuno Costa Santos no Festival du Premier Roman | Quetzal

Sem comentários:
A mostrar frenteK_ceu_nublado.jpg
Nuno Costa Santos, autor do romance «Céu Nublado com Boas Abertas», é o único escritor português convidado a participar no Festival du Premier Roman (em português, Festival do Primeiro Romance), que terá lugar de 18 a 21 de maio, em Chambery (França).

Este festival literário francês utiliza as leituras como meio para descobrir e promover os primeiros romances francófonos e europeus. São 3000 leitores que escolhem - após um ano de leituras e debates - os autores que lhes causaram a melhor impressão e que, por isso, serão convidados para o festival.
Assim, todos os anos participam no festival escritores francófonos e autores de romances de estreia italianos, espanhóis, alemães, romenos, ingleses e portugueses. Esta abordagem original torna o Festival du Premier Roman um evento único e multifacetado, promovendo a criação da literatura contemporânea.
«Céu Nublado com Boas Abertas» foi publicado pela Quetzal, em 2016. Tendo como pano de fundo os Açores e o Caramulo, representa a busca de uma identidade pessoal num dos territórios mais perigosos e livres, onde não existe distinção entre realidade e ficção.

Novidades da semana de 27 de Março a 2 de Abril

Sem comentários:

Nas livrarias a 28 de Março
    
 

  

Nas livrarias a 30 de Março

Nas livrarias a 1 de Abril
    

quinta-feira, 23 de março de 2017

Notícia | Poesia Livre | Homenagem a Manuel Alegre

Sem comentários:
A mostrar Cartaz Poesia Livre.jpg
O poeta Manuel Alegre é o grande homenageado da 14.ª Edição de Poesia Livre, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Santo Tirso, que teve início no passado dia 11 e se prolonga até ao próximo domingo. Ao longo destes dias, subordinadas ao tema “E o Grito se fez Verbo”, foram e serão desenvolvidas cerca de cinco dezenas de actividades, nas quais se envolveram as Escolas, as Associações Culturais e a comunidade em geral, que foram desafiadas pela autarquia local a ler e a falar da Poesia de o autor de O Canto e as Armas, cuja edição definitiva, que assina os 50 anos da primeira edição, com prefácio de Mário Cláudio, acaba de ser publicada pela Dom Quixote.

No passado dia 21Dia Mundial da Poesia, nos transportes públicos da zona norte, os passageiros foram surpreendidos, durante a viagem, com a leitura de vários poemas de Manuel Alegre, que estará presente, sexta-feira e sábado, emSanto Tirso. Já na sexta-feira, dia 24, a partir das 17h00, o Poeta visita a Escola Básica da Ponte, onde se realizará um debate com os alunos em que se irá discutir a forma como a Poesia da voz à cidadania. Nesse mesmo dia, às 21h00,Manuel Alegre participa numa noite de Poesia e Música, na Escola Secundária Tomaz Pelayo, para onde estão projectadas declamações de poesia pelos alunos de todos os ciclos do Agrupamento de Escolas da cidade.
A visita de Manuel Alegre a Santo Tirso termina na noite de sábado, dia 25, com uma sessão solene em sua homenagem, nos Paços do Concelho, durante a qual o Professor Doutor José Ribeiro Ferreira, Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, falará sobre a vida e obra do poeta aguedense. O evento será marcado por vários momentos musicais, apresentações teatrais e leituras de poemas, todos protagonizados pela comunidade daquele Município.
Manuel Alegre de Melo Duarte nasceu a 12 de Maio de 1936 em Águeda. Estudou em Lisboa, no Porto e na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Foi campeão nacional de natação e actor do Teatro Universitário de Coimbra (TEUC). Em 1961 é mobilizado para Angola. Preso pela PIDE, passa seis meses na Fortaleza de S. Paulo, em Luanda, onde escreve grande parte dos poemas do seu primeiro livro, Praça da Canção. Em Outubro de 1964 é eleito membro do comité nacional da Frente Patriótica de Libertação Nacional e passa a trabalhar em Argel, na emissora Voz da Liberdade. Regressa a Portugal após o 25 de Abril de 1974. Dirigente histórico do Partido Socialista desde 1974, foi vice-presidente da Assembleia da República, de 1995 a 2009, e membro do Conselho de Estado. A sua vasta obra literária, que inclui o romance, o conto, o ensaio, mas sobretudo a poesia, tem sido amplamente difundida e aclamada. Foram-lhe atribuídos os mais distintos prémios literários. 

Divulgação | Memórias | Raul Brandão | Quetzal

Sem comentários:
A mostrar Capa_Memorias_Raul Brandao.jpg
Memórias, da autoria de Raul Brandão, chega às livrarias nesta sexta-feira, dia 24 de março, pela Quetzal Editores –reunindo os três volumes originais num único.

As Memórias de Raul Brandão constituem um dos documentos literários mais importantes do século XX português (como um exemplo único de memorialismo) e um testemunho vivo, intenso e direto do período histórico que acompanham – de 1900 ao final da década de 20.
Seguindo acontecimentos decisivos da nossa História, como a decadência da monarquia, o regicídio, a implantação da República, os seus momentos de violência e agonia, as Memórias de Raul Brandão são um vasto manancial de informação vivida e recolhida pelo Autor.
Simultaneamente, podem ser lidas como um poderoso, deslumbrante e melancólico testamento literário, político e biográfico de um dos autores que atravessou a modernidade como um talento raro, um génio português ferido e abandonado pelo seu tempo, um exemplo de raríssima humanidade e sensibilidade.
«Rodeia-nos o silêncio vivo, alma do mundo, o silêncio que é talvez o que eu mais amo na aldeia, este silêncio perfumado que envolve a nossa casa na solidão tremenda da noite: mais perto de mim arfa alguma coisa de religioso e profundo: sinto a Vida e a Morte. Sinto-as enquanto a última brasa se apaga e as tuas mãos se agarram às minhas mãos de velho.»

Os Pecados de Lorde Cameron | Jennifer Ashley | TopSeller | Opinião

Sem comentários:




Os Pecados de Lorde Cameron
Jennifer Ashley
Título Original: The Many Sins of Lord Cameron
Tradução: Fernanda Semedo
Editora: TopSeller
317 páginas










Lorde Cameron é um homem de gostos simples?
E de prazeres complexos.

Cameron Mackenzie é um afamado libertino com apenas dois interesses na vida: cavalos e mulheres - e se estas forem casadas, melhor ainda!

Ainsley Douglas é uma mulher com a missão de salvar a Rainha de Inglaterra de um escândalo, resgatando as suas cartas comprometedoras - mesmo que para isso tenha de se infiltrar nos aposentos privados de um homem de reputação duvidosa.

O problema é que, ao apanhá-la em flagrante, Lorde Cameron não quer saber das explicações de Ainsley para tal ousadia. O único interesse dele é tê-la finalmente à sua mercê, agora que ela está viúva e novamente disponível.

Todavia, este jogo de sedução acarreta também os seus perigos. Apesar de tudo, Lorde Cameron Mackenzie é um homem com um passado conturbado e razões para não confiar em nenhuma mulher?

Conseguirá Ainsley convencê-lo a quebrar as suas próprias regras?


Começo esta opinião com um apelo desesperado à editora TopSeller (faz olhinhos lindos e beicinho), para a publicação rápida do livro do Hart. O meu coração não vai aguentar a espera, ainda para mais depois da "pitada" que tivemos do casal, neste livro.
Como eu adoro esta série... Li o livro em menos de 24 horas e não o li mais rápido, porque fui ao cinema ver a Bela e o Monstro, se não, minhas queridas amigas e companheiras... E queridos amigos e companheiros... de leitura, lia praticamente na noite de segunda.

Os Pecados de Lorde Cameron, é o 3º livro da série Mackenzies & McBrides e ainda vamos ter mais 7 livros, 2 ainda não editados pela autora.
Aqui continuam as aventuras dos irmãos MacKenzies porém começa a aparecer a outra família da série, os McBrides, não fosse Ainsley a única mulher da família.
Esta estória é um pouco, não lhe chamo dramática mas mais sofrida, posso dizer que é na linha do livro do Ian, o primeiro da sério A Loucura de Lorde Ian Mackenzie, um livro de superação dos medos do protagonista e como no outro livro, a ajuda de uma mulher é importante nesse caminho.

Cameron... Cam... Devo admitir que no início do livro ele me irritou um pouco pela forma como de dirigia à Ainsley, chegou uma altura que já não podia ler a palavra "botão". Depois do meio do livro para o final, irritou-me por causa da palavra "cama", quem já leu o livro provavelmente irá saber do que estou a falar.
Compreendo que por tudo o que passou, por tudo o que sofreu e teve que suportar por causa de alguém, o tenha transformado num homem que não confia, que se sentia "morto". Houve uma situação por que passou que arrepia só de pensar. Percebi todos os seus medos mas, já não podia ler a palavra "cama". 
Porém Cam no fundo nunca perdeu o seu bom coração, simplesmente o escondia por medo de voltar a sofrer!
Ainsley... Uma mulher que foi criada para ser uma senhora, porém por causa de um acontecimento que como é óbvio não vou contar, a sua vida deu uma volta de 180 graus, e neste momento é uma camareira e confidente da Rainha de Inglaterra. 
É uma mulher que antes de pensar nela, pensava na família porém pensou que tinha chegado o momento de ser feliz. Guerreira, destemida, lança-se num futuro incerto sem saber onde este a leva.

Ah!!! Como eu adoro o Daniel, adorei a forma como ele se tornou no "protector" da Ainsley. Aqui está outro livro que estou louca por ler, o do pequeno Daniel!
Ahhh!!! É tão bom ver os irmãos, felizes e com cada vez mais filhos.

Conclusão... Venham mais livros da autora, venham mais livros da série, que eu vou querer todos.
E este livro é um crepe cheio de chocolate, daqueles que eu tanto gosto de comer, com duas bolas de gelado e muito topping, um crepe que nos faz engordar só de olhar!

Boas Leituras! 


quarta-feira, 22 de março de 2017

Era uma vez uma Raiva | Blandina Franco & José Carlos Lollo | Nuvem de Letras | Opinião

Sem comentários:
Resultado de imagem para era uma vez uma raiva


Era Uma Vez uma Raiva conta a história de uma raiva que começa pequenina e acaba por tomar proporções dramáticas.Este livro mostra às crianças como as raivas e as birras são destrutivas e sem sentido e que, no fim, o sofrimento é maior se não controlarmos as emoções negativas.
Um livro que ajuda as crianças a compreender as suas emoções.
Resultado de imagem para era uma vez uma raivaAndo completamente apaixonada por este género de livros dedicados aos mais pequenos e, se sou super fã da Patrulha Pata e da Masha e o Urso, são histórias como estas que me conquistam e me fazem incentivar, cada vez mais, os meus filhos à leitura.

Era uma vez uma Raiva, da autora brasileira Blandina Franco ,mostra aos mais novos o que é a "raiva" e como esta pode crescer se não for dominada. Com um menino de 4 anos em casa, na típica idade das birras em que estas podem tomar proporções enormes, achei que este livro seria interessante para ele.

Resultado de imagem para era uma vez uma raivaAs fantásticas ilustrações, de José Carlos Lollo, retratam a raiva como um pequeno bichinho que nos morde os calcanhares e sendo lentamente alimentada, por outros sentimentos maus, acaba por nos engolir e nos dominar. 

Gostei bastante deste livro, é muito interessante para trabalharmos as emoções com os mais pequenos, ajudando-os a perceber e processar aquilo que sentem. Tanto a história como as ilustrações são adequadas a crianças com idades compreendidas entre os 4 e os 6 anos mostrando que a dupla Franco&Lollo, que conta já com 30 obras em 5 anos, é bastante competente no seu trabalho dedicado aos mais pequenos.

Recomendo para pais e educadores, é também, um excelente livro a ser trabalhado em aula.




Exemplar gentilmente cedido pela editora em troca de opinião

Último Amor | Nora Roberts | Saída de Emergência | Opinião

Sem comentários:




Último Amor
Nora Roberts 
Título Original: The Last Boyfriend
Tradução: Isabel C. Penteado
Editora: Chá das Cinco
352 páginas










2º Volume da Trilogia Hotel das Recordações 

Owen é o gestor do clã Montgomery e dirige o negócio de família com uma mão de ferro e uma folha de cálculo inflexível. E embora os seus irmãos passem a vida a repreendê-lo pela gestão obsessiva, a verdade é que o Hotel Boonsboro está prestes a ser inaugurado na data prevista. A única coisa que não foi planeada por Owen chama-se… Avery MacTavish.
A popular pizaria de Avery é mesmo do outro lado da rua, o que lhe permite ser testemunha da fantástica renovação do hotel – e apreciar o trabalho admirável de Owen. O facto de ele ter sido o seu primeiro namorado na adolescência só torna a situação mais interessante. Sem saber como, sente uma nova atração nada inocente a despertar por ele.
À medida que Avery e Owen iniciam um novo patamar na sua relação, a inauguração do hotel é pretexto para toda a cidade entrar em celebração. Mas o trabalho de Owen está longe de terminado.
Avery tão cedo não irá baixar a guarda, nem perceber que o seu primeiro amor poderá bem ser o último…


Neste segundo livro, continua a renascer das "cinzas" o pequeno hotel Boonsboro. Ao mesmo tempo que o hotel é reabilitado, vemos mais um casal nascer, assim como o pequeno "fantasma" continua a fazer das dele ou dela.
Owen e Avery conhecem-se desde sempre, cresceram juntos e podemos dizer trocaram o primeiro beijo inocente da sua juventude, porém há algo que marca a vida de Avery e é contra isso que Owen tem que lutar.

Owen é o cérebro, o homem dos pormenores e das situações chatas, forte, justo leal, faz de tudo para conseguir a pessoa que no fundo pensava que era só a sua melhor amiga, mas que ao pouco tornou-se mais que isso. Adora a relação destes três irmãos, assim como adoro a relação que eles têem com a mãe, e o Owen teve situações deveras engraçadas e embaraçosas com a mãe, situações que me fizeram dar umas gargalhadas! Adorei!
Avery é uma mulher que foi criada pelo seu pai, e que abriu por conta e risco a sua pizzaria. É uma mulher forte, vibrante mas que no fundo tem as suas inseguranças por conta de algo que se passou ainda em criança. Adora o seu negócio mas quer mais... Algo que também gosto bastante é a dinâmica entre as três amigas!

Gosto bastantes das trilogias e das séries da Nora Roberts, não há nada que mais me agrade, que saber o que acontece com as personagens dos livros anteriores, gosto mesmo!
Resumo, mais um livro maravilhoso da autora, mais uma série fofa, mais um livro que nos parece um bombom! Recomendo a sua leitura!

Boas leituras!


Exemplar gentilmente cedido pela editora em troca de opinião honesta

terça-feira, 21 de março de 2017

Bases Cruelty free que testei em 2016

Sem comentários:
Em 2016 experimentei muitas bases, algumas ficaram no meu coração outras nem por isso. Hoje verificamos uma a uma as bases cruelty free que experimentei e qual o meu veredicto (não são muitas infelizmente). Para quem não sabe aqui vão os factores:

  • Sou muito branca.
  • Tenho rosácea
  • E pele seca.
  • Uso óculos.
  • Uso sempre os produtos quando testo bases: primer iluminador + corretor + pó + fixador e misturo gama baixa com média e alta.


Too Faced Born this way porcelain

O facto de dizer porcelain e mesmo assim ser escura dá-me um tiro no coração. De facto gostei muito da base, é um meio dupe da Revlon Colorstay (ou a Colorstay é um dupe desta), porque ambas se aguentaram exatamente igual durante os dois dias que as usei. 

Adoro a cobertura, é muito boa. Usei o pincel da Tania Argent 101 e fiquei com uma pele linda e maravilhosa. Parece pele, super natural e radiante mas notei logo que era escura para a minha pele de fantasma. Aguentou-se bem debaixo das luzes mas mais uma vez a Revlon Colorstay tem a minha cor a buff. 

No entanto se tiverem pele seca e quiserem arriscar numa base com boa cobertura e natural é só usar um primer iluminador ou hidratante e um bom fixador e não abusar do pó. Se tiverem pele oleosa um bom primer matificante e muito pó. No entanto leva 8/10 e comprava se tivesse a shade Snow.

KIKO Skin Evolution



Outra base que adorei e tive um tiro no coração quando o pump se partiu. Adorava tudo nela, a cobertura média mas boa, a durabilidade, o facto de não ser nada pesada na minha pele, a cor que era perfeita (02). Mas o pump estragou-se, não me trocaram e a base foi para o lixo. Mesmo assim dou um 9/10 e espero que a KIKO volte com a base numa embalagem melhorzinha porque é de facto a melhor que eles têm seguida da Liquid Skin.

KIKO Skin Tone




Ao contrário da de cima esta é pavorosa. Não tapa nada, e sempre que a usei parecia que estava com uma crise de rins! Nem a da CIEN do Lidl é tão má a nível de performance. Consegui fazê-la funcionar com a mesma técnica que a AVON Bright Star: barrar tipo manteiga na cara e tentar blend com um pincel… funcionou mais ou menos mas a cara de quem tinha de levar penicilina continuava. Não gosto… não vale o dinheiro, dou 1/10 porque a cor ao menos essa é igual ao meu tom de pele (NC15) e é cruelty free… mas ugh o pesadelo!

EDIT: consegui que ela funcionasse bem dois dias yupi!! Truque: colocar primeiro com a mão e depois fundir a base na pele com um pincel e aí sim conseguimos que ela se porte bem durante 8h! Mas demasiado trabalho...

Cien Foundation



Como a base de cima custava 15€, esta ronda os 2.80€. Parece bruxedo mas não é garanto-vos. 

A cor não é bem bem igual à minha e o cheiro é um bocado er... floral? Sabão da avó, não gosto nada do cheiro, mas tapa muito bem (cobertura média) e dura 6h. É ideal para irmos sair à noite ou quando sabemos que vamos apenas estar fora de casa umas poucas horinhas mas queremos ir mais compostas (não tem SPF por isso).

Sinceramente por 2.8€ só peço que não me faça alergia, que fique bem e que dure mais que 4h sem ficar cakey. Cheguei a ir trabalhar com ela para uma marca de cosméticos de gama alta e ninguém se acreditou que estava a usar uma base de 3€. Agora se faz bem à pele... provavelmente não será o ideal para usar todos os dias. Mas hey se quiserem ter uma base de gama alta e uma de gama baixa para quando vos doi na alma gastar a de 30€, why not? 5/10

Milani Conceal & Perfect 01



Esta base é à prova de tudo no Verão. Não gosto muito de a usar no Inverno porque pele seca e tal é uma chatice e isto é para pele mais oleosa/mista. Mas isto no Verão é impecável, 30 graus e a Ruiva de maquilhagem toda a derreter. Sentia a minha cara a sair e a base ainda estava no ponto. Deve ser esta a base que o pessoal usa no inferno para ficar flawless. 

Tem cobertura muito boa, tão boa que eu uso uma beauty blender para parecer o mais natural possível. Tem o problema de ser pro-Trump e laranja, mas vão lançar novas cores e vou pedir a nova. So 9/10 sim I will buy it again!

Cinema | Estreias da Semana

Sem comentários:


M12
Título Original: Chips
Realizador: Dax Shepard
Com: Michael Peña, Dax Shepard, Jessica McNamee
Género: Ação, Comédia, Drama
País: EUA
Ano: 2017
Duração: 100 min.

Sinopse:
Jon Baker e Frank "Ponch" Poncherello fazem parte da Brigada de Trânsito de Los Angeles, Califórnia. O primeiro é um antigo motoqueiro determinado a endireitar a sua vida como representante da lei, ao mesmo tempo que tenta reconquistar o amor da mulher; o segundo é, na verdade, um agente do FBI infiltrado que ali se encontra para investigar um caso de corrupção dentro da própria polícia. Diferentes em tudo, o inexperiente Baker e o veterano Ponch vêem-se assim obrigados a trabalhar em conjunto e, sem chamar muitas atenções sobre si, desmantelar um enorme esquema que envolve alguns dos seus colegas…


Para ver Trailer TOQUE na Imagem
Eusébio - História de uma Lenda

M6
Título Original: Eusébio - História de uma Lenda
Realizador: Filipe Ascensão
Com: António Simões, Hilário da Conceição, Flora da Silva Ferreira, Sir Bobby Charlton, Rui Costa, Luís Figo, Cristiano Ronaldo
Género: Decumentário
País: Portugal
Ano: 2016
Duração: 96 min.

Sinopse:
O filme é um relato impressionante da vida de Eusébio da Silva Ferreira visto pelo seu lado mais íntimo e humano. Desde os tempos de menino, que sonhava ser jogador da bola, até ser consagrado como o melhor jogador do mundo, o “Pantera Negra” revela-nos, na primeira pessoa, os momentos gloriosos da sua carreira ao serviço da seleção e do seu clube do coração, o Sport Lisboa e Benfica. O amor e a paixão à camisola fizeram de Eusébio um nome que entrou para sempre na história de Portugal e do desporto rei. Ele é um exemplo para todas as gerações e permanece na imaginação de todos como um herói, simples e humilde.


Para ver Trailer TOQUE na Imagem
Médico de Província

M12
Título Original: Médecin de Campagne
Realizador: Thomas Lilti
Com: François Cluzet, Marianne Denicourt, Christophe Odent
Género: Comédia Dramática
País: França
Ano: 2016
Duração: 102 min.

Sinopse:
O Dr. Jean-Pierre Werner, um médico de província de coração mole, dedica-se de corpo e alma aos seus pacientes. Há já 30 anos que assim é, e a sua relação com cada um dos doentes tornou-se especial e de grande proximidade. Um dia, é-lhe diagnosticado cancro. Para que seja possível fazer os devidos tratamentos, é-lhe aconselhado repouso. É então que conhece Nathalie Delezia, uma antiga enfermeira que há pouco terminou os estudos de medicina e que ali chega para ocupar o seu lugar durante tempo indeterminado. Inseguro com a sua própria doença e com o facto de poder ser substituído nas vidas daquelas pessoas, o Dr. Werner começa a boicotar o trabalho da colega, que fica sem saber o que fazer para conquistar o apreço dos doentes e cumprir as suas obrigações…



M12
Título Original: Ornamento e Crime
Realizador: Rodrigo Areias
Com: Vítor Correia, Tânia Dinis, Djin Sganzerla
Género: Drama, Crime
País: Portugal. Brasil
Ano: 2015

Sinopse:
O detective Espada e a sua amante envolvem-se em esquemas de extorsão com a “máfia” da construção civil. Mas a verdade é que, entre trabalhadores das câmaras municipais, empreiteiros, polícias e mulheres fatais, o risco de algo correr mal parece demasiado elevado...





Título Original: Power Rangers
Realizador: Dean Israelite
Com: Bryan Cranston, Elizabeth Banks, Naomi Scott
Género: Ação, Aventura, Ficção
País: EUA, Canadá
Ano: 2017
Duração: 124 min.

Sinopse:
As vidas de Jason, Zack, Kimberly, Trini e Billy, cinco adolescentes a viver na pequena cidade de Angel Grove, alteram-se quando são inexplicavelmente levados para um lugar onde parecem adquirir superpoderes. De um dia para o outro, os cinco jovens, que aparentemente nada têm em comum, transformam-se nos Power Rangers, super-heróis com força, agilidade e robustez sobre-humana, concebidos para combater as forças do Mal. Agora, com a missão de derrotar a maléfica Rita Repulsa, que tenciona dominar o mundo, vão ter de descobrir as vantagens nas suas diferenças e aprender a tirar partido de todas as suas habilidades.


Para ver Trailer TOQUE na Imagem
Um Homem Chamado Ove 

M12
Título Original: En man som heter Ove
Realizador: Hannes Holm
Com: Rolf Lassgård, Bahar Pars, Ida Engvoll
Género: Comédia, Drama
País: Suécia
Ano: 2015
Duração: 116 min.

Sinopse:
Ove Lindahl é um reformado que ainda não se adaptou à ausência da mulher, falecida há seis meses devido a um cancro. A dor da perda transformou-o numa pessoa amargurada e ressentida, afastando todos os que de algum modo lhe tentam atenuar o sofrimento. Um dia, algo acontece na vizinhança: uma jovem (e ruidosa) família muda-se para a casa ao lado da sua. Se, a princípio, a presença deles é mais um motivo de irritação para o velho senhor, que simultaneamente os despreza e inveja, depressa uma amizade inesperada começa a desenvolver-se entre eles. É assim que, pouco a pouco, Ove vai mudando a atitude perante a vida e as pessoas à sua volta, começando a retomar o gosto pela existência...
Nomeada para os Óscares de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Caracterização, uma comédia dramática realizada por Hannes Holm ("Adam & Eva"), que adapta ao grande ecrã o "best-seller" homónimo escrito por Fredrik Backman



Título Original: Life
Realizador: Daniel Espinosa
Com:  Jake Gyllenhaal, Rebecca Ferguson, Ryan Reynolds, Hiroyuki Sanada, Ariyon Bakare, Olga Dihovichnaya
Género: Ficção, Thriller
País: EUA
Ano: 2017
Duração: 104 min.

Sinopse:
A tripulação da Estação Espacial Internacional recolhe uma sonda vinda do planeta Marte com uma amostra de extraordinária importância: a prova da existência de vida extraterrestre. De modo a não colocarem em causa o ecossistema terrestre, antes do regresso a casa os seis tripulantes têm de estudar a fundo tudo o que se refira àquela forma de vida. Ao mesmo tempo que se dão conta de que ela possui inteligência e consciência, compreendem também que as suas intenções são tudo menos amigáveis. Com a sua própria vida ameaçada, e presos na nave que se dirige a toda a velocidade para a Terra, os astronautas têm de encontrar um meio de destruir a criatura antes que ela entre em contacto com a atmosfera terrestre e aniquile todas as formas de vida do planeta.

Nota: Pode haver alterações ou adiamento nas estreias da semana.

Fonte: Jornal Publico, Sapo Cinema e NOS Cinema

segunda-feira, 20 de março de 2017

Conquistada até Terça | Catherine Bybee | Bertrand Editora | Opinião

Sem comentários:




Conquistada até Terça
Catherine Bybee
Título Original: Taken by Tuesday
Tradução: Marta Teixeira Pinto
Editora: Bertrand Editora
312 páginas










Ele vai fazer tudo para a manter em segurança… e para sempre.

Judy Gardner: Judy acabou de se formar e está pronta para conquistar o mundo… isto se conseguir arranjar trabalho, claro. A sua esperança é passar de aspirante a arquiteta para famosa arquiteta o mais depressa possível, por isso muda-se para Los Angeles, para casa do seu famoso irmão, Michael Wolfe. Mas é difícil para Judy concentrar-se no trabalho quando o sedutor guarda-costas por quem ela se apaixonou no verão passado está sempre a aparecer no seu caminho.

Rick Evans: Com o seu físico musculado, olhos verdes e sorriso fácil, Rick podia ter qualquer mulher que quisesse. Mas o antigo Marine que agora é guarda-costas só tem olhos para Judy e a sua maneira de ser impetuosa. Quando um marginal anónimo ataca Judy, Rick decide que nada o vai deter até encontrar o monstro que persegue a mulher que ele ama.


Conquistada até Terça, é o quinto livro da serie The Weekday Brides.

Nas últimas 2 horas, comecei a perguntar-me qual o livro que mais gostei de todos editados até ao momento, e sabem que não sei responder... Quer dizer, não li o terceiro, e não foi lido porque estou até hoje a tentar perceber o que passou na "cabeça da editora", que saltou do livro número 2 para o número 4, ficando por publicar o 3º... *suspiro*
E pelo motivo referido anteriormente e porque gostei de todos até agora, não sei responder ou sei? (sim estou me contradizer, é da idade) 
Posso dizer que amei este livro, amei mais que os outros porque, foi o último! *risinho maroto*

Adoro a pitada policial ou de suspense que a autora coloca em alguns dos livros, é uma lufada de ar fresco no meio do romance, e este teve mais que uma lufada, "raios" aquela última parte foi um pouco sádica para mim, ratazanas??? Sério??? Não tenho medo de ratos mas... Hum!!! 
Judy e Rick fazem um casal tão fofo, já o conhecíamos do livro anterior mas o que mais gostei foi que o livro não focou só romance, este complementou a estória em volta de um ataque sofrido por Judy, havendo uma boa dose de "amor e de policias".

Judy é uma jovem que se quer afirmar no seu trabalho, na profissão que escolheu, não porque é irmã de uma estrela de Hollywood mas porque tem valor, pelo seu esforço, assim como também quer "fugir" à vida que as mulheres de numa cidade pequena nos EUA, costumam ter! Gostei muito do perfil da personagem, gostei da sua força, gostei da forma como ultrapassou e demonstrou a sua fragilidade em determinados momentos!
O Rick... Ora bem, não tenho muito a dizer, a minha próxima frase acho que dirá tudo... Quero um para mim, só para mim e não largo, não o partilho e ainda mordo quem chegar perto! Preciso dizer mais alguma coisa??? *segundo risinho maroto*

Resumo, comprem este livro, leiam esta série, sabem aquela caixas enormes cheias de bombons, que só tem chocolates maravilhosos? Pois é, esta série é uma dessas caixas e este livro é o melhor bombom que comi até agora! 

Boas leituras! 

Cinema | Um homem chamado Ove | Divulgação

Sem comentários:
Adaptação do bestseller "UM HOMEM CHAMADO OVE" de Fredrik Backman chega esta quinta-feira às salas de cinema


O filme UM HOMEM CHAMADO OVE, inspirado no fenómeno internacional com mais de cinco milhões de exemplares vendidos e nomeado para Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, tem estreia marcada esta quinta-feira, 23 de Março, nas salas de cinema nacionais. 

Ove é a personificação do velho zangado que habita ao nosso lado. Reformado isolado com princípios rígidos e temperamento explosivo, passa o dia a zelar por regras do condomínio só importantes para ele e visita todos os dias a campa da mulher. Ove desistiu de viver. É então que chega ao bairro uma turbulenta e jovem família horrivelmente simpática. Continuamente importunado, Ove deixa de ter um momento de sossego. Pior: à força dos novos encontros e de amizades improváveis, pode bem dar-se que venha a retomar o gosto pela vida... 

UM HOMEM CHAMADO OVE é uma história que aquece o coração a descobrir nas livrarias com edição Editorial Presença e nos cinemas a 23 de Março.

Mais informações em EDITORIAL PRESENÇA e ALAMBIQUE

sexta-feira, 17 de março de 2017

Novidades da semana de 20 a 26 de Março

Sem comentários:

Nas livrarias a 20 de Março
   
  

  
  

Nas livrarias a 21 de Março
   
  

   
   

Nas livrarias a 22 de Março
   

    
  

Nas livrarias a 23 de Março
   

  
 

Nas livrarias a 24 de Março