Crónicas de uma Leitora: Maio 2014

quarta-feira, 28 de maio de 2014

"Private, Principal Suspeito" de James Patterson e Maxime Pietro [Opinião]

Sem comentários:

Para mais informações clique aqui




Sinopse:
A Private é a agência de investigação mais eficiente do mundo, criada para resolver de forma discreta os problemas dos ricos e poderosos. Jack Morgan, antigo fuzileiro naval e agente da CIA, é o seu dono. Os agentes da Private são os mais inteligentes e rápidos, e dispõem das tecnologias mais avançadas. 
Desta vez, é o próprio Jack Morgan que se torna o principal suspeito da morte da sua ex-namorada. Ao mesmo tempo que é vigiado pela polícia, a Máfia obriga-o a recuperar 30 milhões de dólares em material farmacêutico roubado, e a bela presidente de uma cadeia de hotéis pede-lhe que investigue uma série de assassínios ocorridos nas suas propriedades. 
Numa luta contra o tempo para provar a sua inocência, Jack tem de enfrentar os inimigos mais fortes e inteligentes de sempre. Com mais ação, intriga e surpresas do que nunca, Private: Principal Suspeito é James Patterson ao seu melhor nível.








Já não é surpresa para ninguém que sou fã de James Patterson, e que por isso posso ser um pouco parcial nas minhas opiniões, mas a verdade é que adoro mesmo estas leituras policiais leves, adoro a métrica de capitulos curtos e diversas perspectivas, adoro que o próprio autor sub-divida o livro dando a cada parte um nome que orienta os acontecimentos e acima de tudo, adoro a rapidez com que a acção está continuamente a acontecer, dito isto, falando sobre este livro em particular, devo confessar que adoro a capa, uma das minhas preferidas deste autor e muitoapelativa, penso que niguém conseguirá ficar indiferente a esta capa.

Este livro é o 2º volume da saga Private, que é o nome da empresa particular de investigação de Jack Morgan e legado do seu pai. Neste volume, decorrem 4 histórias em paralelo, a acusação de homicidio sobre Jack Morgan, em que todas as provas apontam contra si, e Jack tem que reunir todos os recursos da sua empresa para tentar provar a sua inocência; Carmine Noccia, patrão da Máfia, na sequência de um favor do passado exige que Jack Morgan o ajude a recuperar a mercadoria que lhe fora roubada; os assassinatos de empresários casados em hotéis de uma forma horrenda; e por fim, uma empresa filmatográfica contrata a Private para impedir que  um jovem actor que é acusado de assediar jovens adolescentes, de dar nas vistas  e provar a sua inocência.

Vale a pena ler, o desfecho nem sempre é seguro e confesso que o autor conseguiu-me surpreender com alguns desfechos dos vários casos, mais uma vez foi uma leitura alucinante e sofrega em que só descansei quando vi o final do livro.

Recomendo a sua leitura a quem pretende um policial leve, uma aventura cheia de adrenalina, aos fãs de James Patterson e a todos que queriam passar umas horas distraidos da vida e em plena concentração e mistério.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Morte nas Trevas, Pedro Garcia Rosado [Opinião]

Sem comentários:

Para mais informações acerca deste livro clique AQUI



Sinopse:
Gabriel Ponte está finalmente decidido a dedicar-se à investigação privada, pondo fim à inatividade a que uma reforma antecipada da Polícia Judiciária o condenou.
O seu primeiro trabalho como detetive particular consiste em encontrar duas mulheres desaparecidas em Portugal, a pedido de um homem e de uma mulher de origem romena, antigos agentes da Securitate, a polícia política do ditador Ceausescu.
A sua investigação vai conduzi-lo a um confronto com um industrial romeno que cria porcos numa zona rural do concelho de Caldas da Rainha, e que esconde, afinal, segredos hediondos.
À medida que avança neste caso, que vai pôr em risco a vida da sua própria família, Gabriel Ponte recebe a ajuda inesperada de um ex-oficial do KGB e das forças especiais russas, ao mesmo tempo que se torna o alvo da atenção de um inspetor da PJ, obcecado pela justiça.



Não é novidade para ninguém, pelo menos para quem já leu as minhas opiniões e para quem já me ouviu falar de minhas preferências, que o autor Pedro Garcia Rosado encontra-se no meu Top de preferências. Aguardei com grande expetativa este livro, tal como aguardei o regresso da minha personagem preferida; Ulianov. Ulianov tem vindo a seu uma personagem recorrente envolto em mistério e, a meu ver, podendo ir muito muito mais além. Uma daquelas personagens marcantes, carismáticas das quais temos tendência a não nos querer separar... apesar de Gabriel ser o eventual protagonista, faço aqui uma confissão, sempre tive um fraquinho pelos vilões... Não que Ulianov tenha o papel de vilão nesta obra, no entanto, afasta-se em larga escala do típico herói comum, possivelmente, seria o guarda costas que qualquer um de nós gostaríamos de ter, se nos encontrássemos em sarilhos.... Apesar do futuro desta personagem depender do autor, acredito que se suplicarmos muitoooo, esta continuará a desempenhar um papel ativo em próximas obras. 

Outra confissão, este livro acabou por se tornar o meu preferido, uma vez que «patrocinou» um encontro com o autor o que qualquer viciado em leitura saberá o que quis dizer para mim. O Pedro Garcia Rosado é de uma extrema simpatia e o tempo que passámos a falar simplesmente voou. Um MUITO OBRIGADA ao autor!!!

Há anos atrás, se me dissessem que aqui a zona oeste (onde resido), seria palco dos mais macabros crimes... ficaria na dúvida. Ler acerca de lugares que tão bem conhecemos, torna-se muito mais saboroso, mais colorido, mais envolvente. Por momentos, é fácil deixarmos-nos ir, fechar os olhos e sentir que estamos juntos de Gabriel e Ulianov, perto de Salir do Porto, patrulhando aqueles pinhais, sentindo a brisa passar pelos pinheiro e o odor dos eucaliptos... em busca da dita exploração de porcos...

Este verão, quando por lá passar irei sorrir recordando todo o enredo... só espero não ter um furo numa noite dessas...

Esta obra desenrola-se num período de tempo bastante curto, o que acaba por condicionar toda a narrativa, escrita numa velocidade algo alucinante. O autor continua a não se inibir nas descrições pormenorizadas de cenas mais violentas, obrigada, as descrições não se querem sempre em «tons pastel», muito pelo contrário, uma vez que o dia a dia é composto pelas mais variadas gradações de cor. Este é um feito que admiro e que muitas vezes sinto que falta na literatura portuguesa... queremos escrever algo mas a nossa «censura» acaba por nos condicionar, escrevendo apenas metade do que a nossa alma pensou... esta é a minha modesta opinião, vale o que vale...

Relativamente às personagens romenas e ciganas existentes na obra, por conhecimento de causa uma vez que trabalhei com a comunidade cigana durante algum tempo, acredito que seria necessário um líder bastante implacável para controlar um eventual banho de sangue ainda mais colorido do que o descrito. Tive alguma dificuldade em aceitar o que se passou com a minha sósia Claudia, pensei seriamente em colocar de parte qualquer outro livro do autor, talvez por um micro segundo ;-)

Neste livro acabamos por encontrar três personagens de peso, Ulianov, Gabriel Ponte e Joel Franco protagonista da Trilogia Não Matarás. Encontramos também os três personagens em pontos cruciais de sua vida. Gabriel Ponte encontra-se no que parece ser, a bonança depois da tempestade, uma vez que após o divórcio com Patrícia, parece agora criar uma nova proximidade com a jornalista Filomena... no entanto, e talvez pela deceção sentida na obra anterior, não consigo acreditar nesta relação... simplesmente não julgo existir a empatia e a química necessária à vida de Gabriel...

Joel Franco acabou por ser, das três personagens já conhecidas, a menos evidenciada, no entanto é visível a evolução desde a obra Não Matarás, para quem ainda não leu não me poderei alongar, mas notei o mesmo envolto numa amargura bastante compreensiva...

Claro está, se tivesse que entregar um «Óscar» seria a Ulianov, apesar do protagonista ser Gabriel Ponte. Mais uma vez, o autor conseguiu surpreender-me com o final e a explicação dos como, quando, porquê e de que maneira... provocando-me por segundos, uma eventual ida às urgências devido a enfarte cardíaco... obrigada Pedro Garcia Rosado por ser apenas uma eventual ida...

Não poderia deixar de evidenciar a magnífica capa elaborada pela Topseller, bastante apelativa fazendo jus ao ditado: os olhos também comem! Espero sinceramente por novos livros, novos enredos, parcerias entre novos e «velhos» heróis...


sexta-feira, 23 de maio de 2014

"Hotelle - Quarto 2" de Emma Mars (Opinião)

Sem comentários:
Sinopse
Um ano depois de Elle ter abandonado a vida de acompanhante de luxo e ter feito a sua escolha, o corpo e o coração apontam numa única e inevitável direcção: Louis, o irmão do seu ex-noivo David e o único homem que conseguiu ser seu mestre, na vida e na cama. Nas hábeis mãos de Louis, Elle aprendeu a ouvir o seu próprio desejo e, acima de tudo, descobriu que não pode lutar contra a paixão que os une. Ao fim de alguns meses como amantes clandestinos no Hotel dos Encantos, Elle sente-se finalmente pronta para dar o próximo passo e pede a Louis que case com ela. Louis contesta que Elle ainda não está pronta e que a sua “formação” deverá continuar. Quando Louis começa a agir de forma estranha, Elle percebe que os demónios do passado estão de volta. Decide finalmente assumir o comando do seu próprio destino para descobrir o que esconde realmente Louis e qual é a misteriosa ligação entre Louis e o irmão David, que não desistiu da vingança contra os dois amantes. No meio de tudo isto, qual será o papel de Aurore, a mulher que se assemelha tanto a si? E conseguirá Elle levar Louis a fazer o que realmente quer?Uma história de amor ardente e irresistível, plena de erotismo, mistério, segredos e mentiras.


Com uma carga erótica grande, este segundo volume, não deixa, no entanto também de nos trazer mistério e intriga, o que, pessoalmente, me agradou imenso.

Um ano depois de Elle desistir do seu casamento com David, e se ter entregue aos caprichos do irmão Louis, vamos encontra-los, ainda no Quarto 1, do Hotel dos Encantos.
A mudança para o "Hotel da Menina Mars", residência futura do casal, está para breve. Mas será esta mudança que ira também plantar, em Elle, a semente da desconfiança, quando descobre que na cave da sua nova residência existe um equipamento de vigilância com camaras. Mas é quando ela está a tratar dos papéis do casamento com o notário, que surge o primeiro sinal de alarme. Tendo o notário ainda o contrato anulado do casamento com David, e ao passa-lo em revista, verifica que o ano de nascimento está errado. Pelos papeis, Louis e David só têm 7 meses de diferença. Será erro humano ou isto trás algo obscuro escondido? Confrontando os dois irmãos, ambos lhe negam a diferença de idades.
Quando Louis é preso, aquando da inauguração da sua galeria de arte, Elle parte numa viagem ao passado em busca da verdade sobre David, Louis e Aurore que a continua a perseguir.
O que Elle vai descobrindo aos poucos, vai deixa-la completamente perdida, pois uma pequeno mentira irá formar, em breve uma teia enorme.
Mais uma vez a autora me conseguiu cativar desde o primeiro momento. Se bem que a história central, neste segundo livro se foque mais na pesquisa de Elle, tem no entanto também uma forte componente erótica, tal como no primeiro livro.
O fim do livro, mesmo com uma conclusão, deixa-nos com água na boca para o próximo volume, e para saber qual o fecho das episódios que foram deixados em aberto neste.

[Cinema] Poster Hunger Games - A Revolta

Sem comentários:

quarta-feira, 14 de maio de 2014

"NYPD Red - Á Margem da Lei " de James Patterson e Marshall Karp

1 comentário:


Para mais informações clique aqui


Sinopse:

Existem 35 mil polícias em Nova Iorque. Apenas 75 pertencem à NYPD Red, a unidade especial que protege os mais ricos e poderosos. A NYPD Red enfrenta agora o seu inimigo mais perigoso de sempre.
Há um serial killer à solta em Nova Iorque, perseguindo e assassinando criminosos que conseguiram escapar à Justiça. À medida que o número de vítimas deste justiceiro por conta própria aumenta, cada vez mais nova-iorquinos o apoiam.
O detetive Zach Jordan e a sua parceira Kylie MacDonald são destacados para o caso quando mais uma pessoa, uma mulher ligada à campanha eleitoral de um dos candidatos à Câmara de Nova Iorque, é assassinada. Zach e Kylie têm de descobrir quais são as verdadeiras motivações deste assassino, uma vez que por detrás deste último crime se escondem segredos da ordem da vida pública e privada.
No entanto, Kylie tem agido de forma estranha, e Zach teme que o que quer que se esteja a passar com a sua parceira possa pôr em risco o maior caso das suas carreiras. 
Segundo volume da série bestseller NYPD Red.




Um assassino que também é um justiceiro. Até agora as suas "vítimas" eram meros marginais da sociedade que "mereceram" morrer, pelo que os cidadãos cada vez mais o apoiam, até que a morta é uma assessora da campanha da principal candidata á Câmara e principal oponente do actual presidente, irmã de um famoso jornalista e filha de um milionário e é aqui que é chamada a NYPD  Red. As eleições são dentro de uma semana e é o prazo que o Presidente da Câmara dá á equipa de detetives Zach Jordan e  Kylie MacDonald para solucionarem a situação.

A par da história principal, na métrica habitual de capítulos curtos e subdivisões da história a que os autores já nos habituaram, ficamos a conhecer um pouco da história do assassino Hazmat os seus motivos, bem como a vida pessoal e afetiva das personagens principais.

As personagens principais, já conhecidas do 1º volume da saga, estão bem construídas e mais completas neste livro, ficamos a conhecer melhor o historial de ambos, bem como dos seus parceiros amorosos reforçando a capacidade e personalidade dos mesmos. O assassino Hazmat, os seus motivos e os seus feitos também não nos deixam indiferentes, tratando-se de uma figura complexa e bem motivada.

A sua leitura é aprazível e verdadeiramente viciante, pelo que recomendo a sua leitura o quanto antes.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

[Passatempo] A 5.ª Vaga [Editorial Presença]

1 comentário:
Com o apoio da nossa parceira Editorial Presença temos para oferecer um exemplar do livro A 5.ª Vaga de Rick Yancey. Boa sorte a todos. 


As regras estão descritas abaixo e o vencedor é escolhido aleatoriamente através do random.org
1 - Podem participar até dia 17 de maio às 23H59 e o vencedor será escolhido pelo random.org.
2 - É obrigatório ser seguidor público do blog
3 - É obrigatório ser fã da nossa página do facebook, clicar aqui
4 - A divulgação nas redes sociais é opcional mas dá direito a uma entrada extra no passatempo.
5 - Só serão consideradas as respostas que mencionem os dados pedidos.
6 - Passatempo válido apenas para Portugal Continental e Ilhas.
7 - O nome do vencedor será publicado no blogue e o mesmo será contactados por email.
8 - A entrega do prémio ficará a cargo da editora.
9 - A Administração do Blog e a editora não se responsabilizam por qualquer atraso ou extravio dos CTT.
Para informações sobre o livro A 5.ª vaga, clique aqui

[Divulgação] A 5.ª Vaga de Rick Yancey [Editorial Presença]

Sem comentários:



A 5ª Vaga de Rick Yancey

Título Original: The Fifth Wave
Tradução: Miguel Romeira
Páginas: 396
Coleção: Via Láctea Nº 115
PREÇO SEM IVA: 15,94€ / PREÇO COM IVA: 16,90€
ISBN: 978-972-23-5252-9
Código de Barras: 9789722352529


«UM DOS MELHORES LIVROS
PARA JOVENS ADULTOS DE 2013»
The New York Times

  • Finalista na categoria de Fantasia para Jovens Adultos: Goodreads Choice Awards, 2013
  • Finalista dos Children's Choice Book Awards na categoria Teen Book of the Year,  2014
  • Direitos vendidos para 25 países
  • Direitos cinematográficos foram adquiridos pelo Tobey McGuire. O produtor será Graham King da GK Films.
  • Booktrailer: http://www.youtube.com/watch?v=lKkEAIs4pJc


A 5ª Vaga, o volume que dá início à trilogia com o mesmo nome, é uma obra-prima da ficção científica moderna. É um épico extremamente original, que nos apresenta um cenário de invasão extraterrestre do planeta Terra como nunca antes foi escrito ou sequer imaginado. Nesta narrativa assombrosa, uma nave extraterrestre fixa-se na órbita da terra, à vista de todos mas sem estabelecer qualquer interação. Até que, subitamente, uma gigantesca onda eletromagnética desativa todos os sistemas da Terra, e todas as luzes, comunicações e máquinas deixam de funcionar. A esta primeira vaga seguem-se outras, num crescendo de violência que devasta grande parte da humanidade. Será este o fim da existência humana sobre a Terra? Haverá ainda alguma salvação possível? Um thriller de alta voltagem, com todos os ingredientes para se tornar um grande clássico da literatura fantástica universal.

Rick Yancey é um autor multipremiado e os seus livros encontram-se traduzidos em mais de 20 línguas. A 5ª Vaga foi considerado pelo jornal The New York Times como um dos melhores livros de literatura juvenil de 2013, ganhou o Red House Children’s Book Award e está nomeado para a Carnegie Medal.

GÉNERO: Ficção e Literatura/Romance Fantástico.  

PÚBLICO-ALVO: Jovens adultos apreciadores de ficção científica.

CITAÇÕES:

«Extraordinário e imperdível… Uma leitura obrigatória!»
Entertainment Weekly

«Uma leitura absorvente e compulsiva.»
Justin Cronin, autor de A Passagem (The New York Times Book Review)

«Superior a qualquer livro do género.»
Sunday Telegraph

«Uma narrativa muito original, a um ritmo vertiginoso, A 5ª Vaga é como um tsunami que agarra o leitor. Uma história de invasão alienígena pós-apocalíptica, com uma heroína vulnerável e inteligente.»
Melissa De La Cruz, autora bestseller do The New York Times 

Para mais informações consulte o site da Editorial Presença, aqui

terça-feira, 6 de maio de 2014

"Sequestro de Alto Risco" de James Patterson e Michael Ledwidge [Opinião]

Sem comentários:

Para mais informações clique aqui

Sinopse:
Este é o primeiro livro de uma série apresentando Mike Bennett, detective veterano da polícia de Nova Iorque. Enquanto Maeve, a mulher que ama, enfrenta a fase terminal de uma doença numa cama de hospital, Bennett tem de zelar pelos seus dez filhos. Como se isso não bastasse, Bennett é chamado a enfrentar o maior desafio da sua carreira. Após a morte súbita da mulher de um anterior presidente dos Estados Unidos, as exéquias da Primeira Dama transformam-se num pesadelo quando um grupo de homens ocupam a catedral, fazendo reféns uma centena de figuras altamente mediáticas. Agora, sob o olhar de uma nação inteira. 


Adorei este livro,  Michael Bennett e a sua familia vão ficar comigo por muito tempo. Confesso que a capa do livro não faz juz á qualidade da história, poderia ter sido muito melhor concebia e mais atrativa.

Este livro mantém a métrica de capitulos curtos que James Patterson já nos habituou, e o narrador altera entre Michael Bennett o detetive de homicdios que altera entre a sua vida familiar e o seu tabalho, e "O Implacável", o organizador e mentor do sequestro.

Este livro deixou-me presa até ao fim, se por um lado o historial da família Bennett nos faz querer ser melhores e desejar um final impossivelmente feliz, o sequestro de grandes caras públicas e o pedido de intervenção a Bennett faz-nos envovler numa investigação que parece não ser possível de ultrapassar.

Preparem-se para entregar o coração a Maeve Bennett e á sua familia e apaixonarem-se pela sua história de amor e simultâneamente serem detectives e quererem sucesso no rapto de algumas das celebridades mais aclamadas no momento. O final surpreendeu-me, aconselho a todos os amantes de thriller e policiais, bem como aos amantes de romances.