Crónicas de uma Leitora: Janeiro 2014

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

A Grande Revelação, de Julia Quinn [Opinião]

1 comentário:
Sinopse:
O coração de Penelope Featherington sofre por Colin Bridgerton há... não pode ser!?? ...mais de dez anos? Sim, essa é a triste verdade. Dez anos de uma vida enfadonha, animada apenas por devaneios apaixonados. Dez ingénuos anos em que julga conhecer Colin na perfeição. Mal ela sabe que ele é muito (mesmo muito) mais do que aparenta... Cansado de ser visto como um mulherengo fútil, irritado por ver o seu nome surgir constantemente na coluna de mexericos de Lady Whistledown, Colin regressa a Londres após uma temporada no estrangeiro decidido a mudar as coisas. Mas a realidade (ou melhor, Penelope) vai surpreendê- lo... e de que maneira! Intimidado e atraído, Colin vai ter de perceber se ela é a sua maior ameaça ou o seu final feliz.

ps: este livro contém a chave do segredo mais bem guardado da sociedade londrina.




Eu adoro esta família, é sem dúvida a minha familia literária preferida e Julia Quinn sabe elevar a fasquia a cada livro novo. Confesso que de inicio fiquei desagradavelmente surpreendida pelo hiato de tempo que separa o 3.º do 4.º livro pois nos anos que se passaram Penelope Featherington e Eloise Bridgerton viraram solteironas de 28 anos. Mas depressa a autora se redimiu pois este livro está escrito de uma forma tão deliciosa que é dificil ficar-lhe indiferente.

Colin Brigderton tem no inicio da narrativa 33 anos, viaja compulsivamente passando apenas algumas temporadas em Londres com a família, sendo constantemente pressionado para casa. Desta forma começa a aproximar-se de Penelope de quem é amigo há vários anos.

É extremamente curioso ver um Colin que também se pode enfurecer, também pode ter arrebatamentos e alterações de humor, depois de o conhecermos como o divertido, simpático, sempre com uma palavra amigável é agradável esta mudança pois torna-o mais humano. Penelope também se mostra mais do que pensávamos, o que é claramente um bom sinal, amadureceu e está bastante mais senhora de si, tendo a sua desagradável mãe parado de importuná-la tão frequentemente e deixando-a livre para escolher as suas roupas, coisa que se tinha demonstrado um desastre nas épocas anteriores.

Neste livro sabemos também quem é a famosa Lady Whistledown e foi uma surpresa mas bastante agradável devo dizer, porém seria de prever que a identidade de tal dama seria descoberta rapidamente devido aos desenvolvimentos ocorridos.

Pontuado com um humor leve cheguei a dar valentes gargalhadas principalmente com o pedido de casamento e também com a reação da mãe de Penelope quando Colin vai falar com ela para pedir a mão da filha, foi sem dúvida um dos momentos mais engraçados.

Julia Quinn construiu uma familia deliciosa, de gente maravilhosa, cheia de principios e valores. As personagens vão ao longo dos livros se tornando mais interessantes, mais envolventes. A escrita da autora é tão fluida que vamos consumindo as páginas a uma velocidade assustadora, deixando-nos no fim uma sensação de vazio, pois queremos só mais um bocadinho desta gente encantadora.

Claro que agora espero (e desespero) pelo próximo livro que ainda levará uns bons meses a chegar às bancas. Vale a pena reforçar a ideia que sou fã? Sou mesmo...

[Passatempo] Hotelle - Quarto 2

1 comentário:
Com o apoio da nossa parceira Suma de Letras temos para oferecer um exemplar do livro Hotelle - Quarto 2 de Emma Mars. Boa sorte a todos. 
As regras estão descritas abaixo e o vencedor é escolhido aleatoriamente através do random.org
1 - Podem participar até dia 15 de fevereiro às 23H59 e o vencedor será escolhido pelo random.org.
2 - É obrigatório ser seguidor público do blog
3 - É obrigatório ser fã da nossa página do facebook, clicar aqui
e da página da Suma de Letras, clicar aqui 
4 - A divulgação nas redes sociais é opcional mas dá direito a uma entrada extra no passatempo.
5 - Só serão consideradas as respostas que mencionem os dados pedidos.
6 - Passatempo válido apenas para Portugal Continental e Ilhas.
7 - O nome do vencedor será publicado no blogue e o mesmo será contactados por email.
8 - A entrega do prémio ficará a cargo da administração do blog.
9 - A Administração do Blog e a editora não se responsabilizam por qualquer atraso ou extravio dos CTT.

"A Bibliotecária de Auschwitz" de Antonio G. Iturbo (Opinião)

Sem comentários:
Sinopse:
Auschwitz-Birkenau, o campo do horror, infernal, o mais mortífero e implacável. E uma jovem que teima em devolver a esperança. Sobre a lama negra de Auschwitz, que tudo engole, Fredy Hirsch ergueu uma escola. Num lugar onde os livros são proibidos, a jovem Dita esconde debaixo do vestido os frágeis volumes da biblioteca pública mais pequena, recôndita e clandestina que jamais existiu. No meio do horror, Dita dá-nos uma maravilhosa lição de coragem: não se rende e nunca perde a vontade de viver nem de ler porque, mesmo naquele terrível campo de extermínio nazi, «abrir um livro é como entrar para um comboio que nos leva de férias».


O sentimento que me ficou depois de acabar de ler este livro, foi de revolta, repugnância, mas também de uma enorme admiração por uma criança que contra todas as marés, nunca desistiu, nunca deixou de acreditar que um dia seria livre.
Dita, uma criança com 14 anos, está com os pais no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau. Um campo onde milhares de judeus são mortos ou morrem todos os dias. Um campo, onde a toda a hora os ventos trazem as cinzas daqueles que são queimados. 
Mas é aqui, que vamos encontrar uma escola, onde os professores tentam ensinar as crianças e afasta-las durante umas horas do horror de onde vivem. Dita, é uma dessas crianças. E o gosto dela pela leitura, faz com que ela seja escolhida para ser a Bibliotecária. Numa altura, e num local onde todo e qualquer livro é proibido, ser bibliotecária não é fácil, pois todos os dias, os livros saem do esconderijo e voltam para lá. E ai de quem é apanhado com um! Mas a paixão dela pelos livros é tanta, que ela corre qualquer risco para lhes poder tocar, os colar, e os ler.
Iremos também conhecer outras personagens, algumas com bastante influência na vida de Dita, e que a vão ajudar a sobreviver dia após dia, e não desistir nunca dos seus sonhos.
A escrita é tão fácil e tão descritiva que sermos transportados para aquele local, torna-se simples. E apesar de já todos termos ouvido falar nos horrores dos campos de concentração, ler um pouco mais, sabendo que a personagem principal é real, torna as coisas ainda mais dificeis de aceitar.
Um relato que não pode deixar de ler, pois apesar de todas as agruras, todas as injustiças, somos confrontados com uma criança, que teve que se fazer mulher à força, e que lutou, à sua maneira e sempre acreditou que um dia a guerra terminaria e poderia finalmente ser livre.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

[Novidade] "Espero por ti", de Jennifer Armentrout [Cinco Sentidos / Porto Editora]

1 comentário:

Título: Espero por ti
Autora: Jennifer Armentrout
Editora: 5 Sentidos [Porto Editora]
Edição: Fevereiro de 2014
Páginas: 352
Preço: 16,60€
Género: Romance

Disponível a partir de 7 de Fevereiro de 2014

Saiba mais detalhes sobre a obra e como adquirir AQUI
Quer ler as primeiras páginas deste livro? Clique AQUI


Sinopse
Candidatar-se a uma faculdade a centenas de quilómetros de casa foi a única forma que Avery Morgansten, de dezanove anos, encontrou para fugir ao acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. No entanto, quando se cruza com Cameron Hamilton, um colega mais velho, com um metro e oitenta de altura e uns olhos capazes de derreter qualquer uma, o seu mundo estilhaça-se por completo. Envolver-se com ele é perigoso, mas ignorar a tensão entre os dois parece impossível.
Até onde estará Avery disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e dar-lhe a conhecer um mundo de sensações que julgava estarem-lhe negadas para sempre?
 
A autora:

Jennifer Armentrout, autora bestseller do New York Times e do USA Today, vive em Martinsburg, na Virgínia Ocidental. Para além de literatura romântica, escreve livros de ficção científica e fantasia. Espero por ti, inicialmente publicado em edição de autor no formato eletrónico, alcançou um feito inédito ao obter o 1.º lugar dos tops norte-americanos de livros digitais, superando as vendas de e-books de autores conhecidos e consagrados.

Mais informações sobre a autora em www.jenniferarmentrout.com

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

[Opinião] O Hobbit de J.R.R. Tolkien

Sem comentários:

Para mais informações clicar aqui

Sinopse:


"O Hobbit" é a história das aventuras de um grupo de anões que vão à procura de um tesouro guardado por um terrível dragão.

São relutantemente acompanhados por Bilbo Baggins, um hobbit apreciador do conforto e vida calma. Encontros com elfos, gnomos e aranhas gigantes, conversas com o dragão, Smaug, o Magnífico, e a presença involuntária na Batalha dos Cinco Exércitos são algumas das experiências por que Bilbo passará. "O Hobbit" é não só uma história maravilhosa como o prelúdio a "O Senhor dos Anéis"



Não sei bem em quanto tempo li este livro, mas depois de ter devorado a trilogia do Senhor do anéis, soube que teria de ler tudo sobre este mundo criado por J.R.R. Tolkien.

O hobbit acontece antes da Trilogia e conta-nos a grande aventura de Bilbo, e de como o anel do Suron foi ter as suas mãos.

Bilbo Baggins é um hobbit, que vive no shire, um dos lugares mais pacíficos do mundo. adora ficar na sua terra descansado a fumar o seu cachimbo. No entanto tudo muda quando Gandalf o visita, e posteriormente anões que invadem a sua casa e a desarrumam toda. Sujando tudo, comendo enquanto cantam e esgotando toda a comida que Bilbo tem na sua pequena casa.

Pior ainda é o que estes anões querem. Pensando que ele é um grande assaltante, e experiente, querem leva-lo para a chamada "grande aventura" que mudara a vida de todos eles. Entrar sorrateiramente e roubar algo que os anões querem e precisam. Até parece fácil, não fossem os hobbits serem conhecidos por serem seres calmos e por nunca saírem da sua terra, tal como não se meterem em conflitos.

Mas, Bilbo acaba por não resistir a entrar nesta grande aventura que se tornou a maior da sua vida.

Ah! E não fosse este grande tesouro ser guardado por um dragão, um grande dragão. Nada que o pequeno hobbit não consiga lidar... ou não.

A escrita de Tolkien é sempre cativante, e este não excepção, parecendo que é o próprio que nos está a contar a história. Com descrições mágicas e acontecimentos surpreendentes é impossível de deixar de o livro de lado para fazer outra coisa qualquer, quando começarem a ler o livro , não o vão querer largar.

[Cinema] Os Aromas de Verão

Sem comentários:
Livro
Os Aromas do Verão


Editado pela Porto Editora mas desconhecido do grande público leitor, Os Aromas de Verão já foi adaptado a cinema no ano passado e irá apenas estrear cá a 14 de Fevereiro. 

O filme tem grandes nomes no elenco como Kate Winslet, Josh Brolin e Tobey Maguire e até foi nomeado para um Globo de Ouro. Para filme não usaram o título do livro em português mas sim outro diferente.

Poster

Trailer


Realizor: Jason Reitman | Actores: Kate Winslet, Josh Brolin, Gattlin Griffith | 
Género: Drama  | Data de estreia em Portugal: 14 de Fevereiro






domingo, 26 de janeiro de 2014

"A Estação dos Ossos" de Samantha Shannon (Opinião)

Sem comentários:

Para mais informação carregar aqui


Sinopse
2059. Paige Mahoney tem dezanove anos e trabalha no submundo do crime da Londres de Scion, na zona dos Sete Quadrantes, para Jaxon Hall. O seu trabalho consiste em procurar informações invadindo a mente de outras pessoas. Paige é uma caminhante de sonhos, uma clarividente - e, no seu mundo, no mundo de Scion, comete traição pelo simples facto de respirar. Está a chover no dia em que a sua vida muda para sempre. Atacada, drogada e raptada, Paige é levada para Oxford - uma cidade mantida em segredo há duzentos anos e controlada por uma raça poderosa, vinda de outro mundo, os Refaim. Paige é atribuída ao Guardião, um Refaíta com motivações misteriosas. Ele é o seu mestre. O seu professor. O seu inimigo natural. Mas, para Paige recuperar a sua liberdade, tem de se deixar reabilitar naquela prisão onde tem por destino morrer.
 



O inicio da leitura não foi fácil, não porque a história não seja boa, é excelente, mas pela quantidade de novos conceitos e novas informações com que somos presenteados.

Paige é uma jovem que escolhe  viver uma vida de crime a continuar uma existência em que tem de esconder as suas capacidades naturais e fingir ser o que não é, uma pessoa normal como todas as outras. Paige tem um dom, o dom de "caminhar nos sonhos", de se ligar a outras auras no "éter",  no entanto no mundo existente, perante a politica de SCION, a contranaturalidade é um crime e a minima denuncia sobre o dom que ela possui é o suficiente para ser presa, julgada e até morta. 

Mesmo levando uma vida de fugitiva,  Paige é presa e levada a conhecer uma nova realidade, ainda pior do que a que conhecia até ao momento, não confia nos seus captores e tem esperança de fugir e de voltar á vida que foi obrigada a deixar para trás. Os Refaim são uma raça superior pela sua força, capacidades e conhecimento, são extremamente cruéis e usam os humanos clarividentes numa justificação que não a verdadeira. Mas nem tudo o que luz é oiro, e dei por mim pela noite dentro, presa a uma história magnifica.

Esta é uma leitura intricada e complexa, uma nova visão não só do futuro mas como do passado,. Uma obra fantástica, que nos conta a história de uma jovem excepcional que não abandona os amigos e que luta pelo que acredita.

 Adorei o facto da obra trazer um esquema no inicio do livro que nos permite ter uma alusão das sete ordens da clarividência e no final do livro existir um glossário que permite compreender os conceitos apresentados.
A capa do livro é linda e o nome é sugestivo e justificado pela história.
 Tornei-me fã de Samantha Shannon pelo mundo distópico apresentado, a sua capacidade de inovar, de criar um novo mundo cheio de novos conceitos e de nos presentear com um livro de uma qualidade excepcional que me viciou desde as primeiras páginas. 

Recomendo vivamente a quem gosta de mundos distópicoscos onde a magia, uma nova raça alien e um novo mundos vos espera .

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Entre o Agora e o Nunca, de J. A. Redmerski [Opinião]

Sem comentários:
 

Sinopse:
Camryn Bennett decide, com a impetuosidade dos seus 20 anos, abandonar um quotidiano previsível e aventurar-se numa viagem sem destino em busca de si própria. Entra num autocarro de longo curso e deixa-se ir ao sabor do momento. É então que conhece a pessoa que irá mudar para sempre a sua vida - Andrew Parish, um jovem que vive a vida intensamente. O espírito livre e aventuroso de Andrew exerce sobre Camryn um poderoso fascínio e, pouco a pouco, vai quebrando as suas defesas, libertando-a das convenções que a impedem de viver plenamente o presente e expondo os seus desejos mais secretos. Sensual e inspirador, Entre o Agora e o Nunca fala-nos do amor, da paixão, do erotismo... e da coragem de vivermos até ao limite sem nos trairmos a nós próprios.




O género New Adult está a dar os primeiros passos em Portugal, apesar de já fazer sucesso no estrangeiro aqui ainda há poucos livros deste género contudo penso (e espero) que começarão a surgir cada vez mais no nosso mercado. 

Entre o Agora e o Nunca é um livro absolutamente divinal que conta a história de Camryn Bennet uma jovem de 20 anos que atravessa um mau momento na sua vida, a perda do seu namorado num trágico acidente de carro leva-a a uma depressão que poucos entendem, o divorcio dos pais e a prisão do irmão são factores de desanimo e infelicidade e entretanto devido a um mal entendido tem uma discussão com a sua melhor amiga pelo que decide empreender numa viagem sem destino pelos vários estados do país. 

Os jovens são muitas vezes obrigados muito cedo a decidirem o que querem para a sua vida, que curso pretendem tirar, que emprego pensam ter, de que maneira pretendem lutar pelo futuro, Cam não sabe o que quer fazer da sua vida a unica coisa que sabe é que sente esta urgência de estar em movimento, de viajar, de viver o dia com o que tiver, aquilo que todos conhecemos como Carpe Diem. A viagem no autocarro de longo curso faz com que cruze caminho com Andrew Parrish, de 25 anos, e é ele que se colocará ao seu lado tornando-se um aliado e um amigo inseparável. O jovem vai de visita ao pai que está internado com um cancro terminal no cerebro e decide ir de autocarro por precisar do tempo que este demora para colocar os pensamentos em dia.

A viagem que fazem juntos fá-los questionar não só os problemas que atravessam como os leva a acharem algumas respostas. Quando o romance surge de forma natural trás momentos de paixão que os faz viver intensamente cada minuto. Se separados conseguimos adorar cada um à sua maneira quando eles ficam juntos somos completamente arrebatados como se eles fossem uma força da natureza.

A autora construiu uma narrativa que se vai entranhando como um vicio que não conseguimos largar e se de inicio estamos a ler uma "boa história" depressa ela se transforma em algo mais, espectacular, avassalador. As últimas páginas chegam a ser aflitivas, deixando-nos de coração na mão e lágrimas nos olhos (confesso que chorei mesmo). Desde o romance ao drama passando por alguns momentos eróticos de tirar o fôlego este livro tem tudo na medida certa fazendo-nos apaixonar por cada detalhe, cada pormenor, pela intensidade impressa em cada palavra.

Uma escrita simples e clara, com uma linguagem acessível e brilhante este livro vai ser sem dúvida um dos maiores sucessos de 2014. Recomendo sem quaisquer reservas!

Para mais informações sobre o livro Entre o Agora e o Nunca de J. A. Redmerski, clique aqui

[Cinema] Cornos

1 comentário:
Livro
Cornos

Saudades de Harry Potter? ou melhor, do actor que interpretou  o pequeno feiticeiro?

Então irá gostar da próxima adaptação que apresentamos hoje.

"Cornos" de Joe Hill, editado pela Galilivro em 2010 irá estrear já este ano.
Trata-se uma fábula negra sobre Ig Perrish, um jovem de 26 anos que acorda uma manhã ao lado da namorada, que entretanto foi violada e assassinada. Para piorar, ele tem agora um par de chifres na testa 
e poderes diabólicos.

Horns (2013) Poster

Realizor: Alexandre Aja | Actores: Daniel Radcliffe, Juno Temple, Heather Graham  |
Género: Drama, Fantasia, Horror | Data de estreia em Portugal: Sem previsão 

 

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Sob o Céu que não Existe, de Veronica Rossi [Opinião]

1 comentário:


Sinopse
O mundo mantinha-os separados, mas o destino reuniu-os. Aria viveu toda a vida no Casulo protegido de Reverie. Este era o seu mundo e nunca pensou sobre o que estaria para lá das fronteiras. Mas, quando a mãe desaparece, Aria vê-se confrontada a sair para o exterior para a procurar, e a sobrevivência no deserto o tempo suficiente para a encontrar parece impossível. Então Aria encontra um estranho chamado Perry. Ele também está à procura de alguém.

Mas é um Externo, um Selvagem, contudo é a única pessoa capaz de a manter viva na travessia do deserto. E se conseguirem sobreviver serão a esperança um do outro para encontrar respostas às perguntas que vão surgindo à medida que se vão conhecendo.

Este livro foi o primeiro do ano e foi uma excelente maneira de começar. Durante o ano de 2013 tive contacto com as primeiras distopias e fiquei completamente agarrada por isso assim que tive a oportunidade de ler este livro não hesitei.

Achei o inicio do livro um pouco confuso e foi dificil de entrar na história, somos atirados logo para um mundo completamente novo e caimos mesmo no meio da ação sem quaisquer explicações e isso faz com que tenhamos de ter atenção redobrada a todos os detalhes que nos são dados lentamente, porém conforme as peças foram encaixando e este mundo vai sendo apresentado tudo se começou a clarificar.

As personagens são extremamente interessantes e agarram-nos à trama, primeiro queremos saber mais sobre o mundo de Aria e depois sobre o de Perry ambos tão enigmáticos e com personalidades tão fortes que queremos saber mais um pouco. O romance surge de forma gradual de modo que parece bastante natural principalmente tendo em conta a maneira como cresceram a temer/odiar o que o outro representa. Contudo é a aliança que eles constituem como ela poderá afectar o meio envolvente que torna este livro espectacular.

Também é interessante como Veronica Rossi lhes atribui de alguma forma capacidades extra-sensoriais que além de serem excelentemente bem inseridas na narrativa são de suma importância não só na sua sobrevivência mas também hiearquicamente.

Com uma linguagem clara e descrições bem conseguidas li este livro em poucas horas aproveitando horas de espera numa instituição governamental tornaram o que poderiam ter sido um tempo cansativo e aborrecido numa viagem fantástica com personagens fabulosas e uma ação de tirar o fôlego.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Passatempo Entre o Agora e o Nunca - Vencedora

1 comentário:
Este foi o nosso primeiro passatempo do ano e foi bastante concorrido, tivemos 141 participações válidas. Agradecemos à Editorial Presença a sua preciosa ajuda na realização deste passatempo. A vencedora foi

Sónia (...) Caeiro de Lisboa


Os meus parabéns!

A Caminhar para o Desastre, de Jamie McGuire [Opinião]

2 comentários:

 Sinopse:
Travis Maddox perdeu a mãe quando ainda era criança. O conselho que lhe deu na hora da despedida foi: «Ama intensamente… Luta ainda mais intensamente…»
Travis é um lutador clandestino, oriundo de uma família de vários irmãos, mais velhos e duros. Mau rapaz por definição, todas as noites leva para casa uma rapariga diferente. Até conhecer Abby Abernathy… Mal-afamado em todo o campus devido às suas relações com as mulheres, não é de surpreender que Abby rejeite os avanços de Travis; o máximo que aceita é ser sua amiga. No entanto, Travis está decidido a lutar pelo seu coração…


Depois da leitura de "Um desastre maravilhoso" fiquei em pulgas para ler o livro seguinte, contudo tinha também muitas reservas já que "A Caminhar para o Desastre" conta a mesma história apenas de um ponto de vista diferente. Ler um livro que à partida já conhecemos a história, o inicio, o meio e principalmente o fim pode ser decepcionante mas não foi de todo o que aconteceu aqui. Se já tinha adorado o primeiro livro este é absolutamente espectacular.

Conhecer a história contada pelo Travis foi muito interessante, a autora conseguiu de forma exímia pegar numa história que já conheciamos e transformá-la adaptando a uma linguagem mais masculina, mais crua mas ainda assim completamente viciante. Duas forças da natureza colidindo e apaixonando-se levando-se ao extremo, desafiando-se mutuamente ao ponto de deixar o leitor agarrado às páginas do livro.

Ter acesso a todos os pensamentos da personagem masculina foi sem dúvida a parte mais interessante, vemos que Travis com todas as suas atitudes obsessivas tem também um grande coração, está perdidamente apaixonado e com medo de perder a única mulher por quem vale a pena lutar. O facto de ter perdido a mãe tão pequeno e ter crescido rodeado apenas de homens acaba por marcar a sua personalidade.

A cereja no topo do bolo é definitivamente o epílogo, foi deliciosamente normal e deixou-me com um sorriso no rosto. Quem leu Um Desastre Maravilhoso não vai querer perder este livro.

sábado, 18 de janeiro de 2014

"Acasos do Amor" de Juliette Fay (Opinião)

1 comentário:
Sinopse:


A recém-divorciada Dana Stellgarten sempre foi delicada - até mesmo para com os operadores de telemarketing - mas agora está a esgotar-se-lhe a paciência. O dinheiro começa a faltar, os filhos ressentem-se da partida do pai e a sua sobrinha, uma adolescente gótica, acabou de lhe aparecer à porta. Quando Dana entra no turbilhão de um romance pós-divórcio e a abelha-mestra da cidade se torna sua amiga, descobre que a tensão entre manter-se fiel a si própria e gostarem dela não acaba na fase do ensino básico... e que, por vezes, precisamos de um verdadeiro amigo para nos ajudar a acolher a maturidade com toda a sua complexidade cheia de falhas.



Este livro é "tipo assim, para o ...." descontraído, leve, uma lufada de ar fresco, apesar de alguns assuntos de índole mais forte que são abordados pela autora.
Somos apresentados a Dana e à sua pequena família logo no inicio. Uma mãe divorciada, com 45 anos e dois filhos. Um de 6, Grady e uma de 12 anos, Morgan. Divorciada recentemente, porque o marido a trocou por uma mulher mais nova, ainda se está a adaptar à nova realidade. Mesmo não trabalhando, ela não tem mãos a medir com eles, e quando a sobrinha Adler (filha da irmã), de 16 anos, lhe aparece em casa a pedir asilo, as coisas tornam-se um pouco mais complicadas. Ela vai ter de lidar com situações que nunca lhe passaram pela cabeça. A descoberta que a filha sofre de bulimia através do dentista dela, leva-a ao abismo, por não querer acreditar que não se apercebeu de como a filha andava a sofrer. O filho, por sua vez, reage de forma algo violenta á separação dos pais, brigando com amigos e professores. E Adler, a sobrinha querida, que sofre de amor, mas que não quer desabafar.
No meio destes problemas todos, Dana ainda faz parte da "Comfort Food", organização que leva refeições a famílias que têm um familiar com cancro terminal.
Quando o ex-marido lhe diz que lhe vai ter de reduzir a pensão mensal, ela vê-se na situação de ir em busca de um emprego em part-time, para poder acompanhar os filhos na mesma. Mas com 45 anos, não vai ser nada fácil.
Uma escrita fácil e descontraída, que nos leva ao mundo de uma mãe de meia idade que se vê a braços com o divórcio, traições, mentiras, bulimia, sexo na adolescencia, desemprego e a descoberta que ainda há homens, que apesar da idade que tem, se interessam por ela.
Um livro que me conquistou desde o inicio e que me deixou com pena de ter terminado. De tal forma somos levados a fazer parte desta família, que quando chegamos ao fim, é como se fossemos arrancados deles, mesmo querendo saber como vão ficar.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Passatempo "O Parque de Mansfield"

Sem comentários:
Com o apoio da nossa parceira Publicações Europa-América temos para oferecer um exemplar do livro O Parque de Mansfield de Jane Austen. Boa sorte a todos.

As regras estão descritas abaixo e o vencedor é escolhido aleatoriamente através do random.org
1 - Podem participar até dia 31 de janeiro às 23H59 e o vencedor será escolhido pelo random.org.
2 - É obrigatório ser seguidor público do blog
3 - É obrigatório ser fã da nossa página do facebook, clicar aqui 
4 - A divulgação nas redes sociais é opcional mas dá direito a uma entrada extra no passatempo.
5 - Só serão consideradas as respostas que mencionem os dados pedidos.
6 - Passatempo válido apenas para Portugal Continental e Ilhas.
7 - O nome do vencedor será publicado no blogue e o mesmo será contactados por email.
8 - A entrega do prémio ficará a cargo da administração do blog.
9 - A Administração do Blog e a editora não se responsabilizam por qualquer atraso ou extravio dos CTT.

Passatempo "O Dominador"

3 comentários:
Com o apoio da nossa parceira Lua de Papel temos para oferecer um exemplares do livro O Dominador de Tara Sue Me. Boa sorte a todos.



As regras estão descritas abaixo e o vencedor é escolhido aleatoriamente através do random.org
1 - Podem participar até dia 31 de janeiro às 23H59 e o vencedor será escolhido pelo random.org.
2 - É obrigatório ser seguidor público do blog
3 - É obrigatório ser fã da nossa página do facebook, clicar aqui 
4 - A divulgação nas redes sociais é opcional mas dá direito a uma entrada extra no passatempo.
5 - Só serão consideradas as respostas que mencionem os dados pedidos.
6 - Passatempo válido apenas para Portugal Continental e Ilhas.
7 - O nome do vencedor será publicado no blogue e o mesmo será contactados por email.
8 - A entrega do prémio ficará a cargo da administração do blog.
9 - A Administração do Blog e a editora não se responsabilizam por qualquer atraso ou extravio dos CTT.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

[Cinema] Invencível

Sem comentários:
Livro:
Invencível

Este livro pode ter passado ao lado de muita gente mas a verdade é que chamou a atenção de Hollywood e as filmagens já começaram. Segundo a Sábado, o livro trata-se de: "A história verídica de Louis Zamperini, um atleta olímpico norte-americano que sobreviveu à queda do seu avião no Oceano Pacífico durante a II Guerra Mundial e passou mais de um mês numa jangada até ser capturado pelos japoneses e mantido prisioneiro durante dois anos e meio."

É sem dúvida um livro forte. A realização ficou a cargo da actriz Angelina Jolie. 
Realizor: Angelina Jolie  | Actores: Domhnall Gleeson, Garrett Hedlund, Jack O'Connell, Finn Wittrock, John Magaro |
Género: Drama | Data de estreia em Portugal: 8 de Janeiro de 2015




[Cinema] A culpa é das estrelas

Sem comentários:
Livro
O sucesso literário de John Green, publicado no ano passado pela ASA, vai estrear-se nos EUA no dia 6 de Junho deste ano.
"PERSPICAZ, ARROJADO, IRREVERENTE E CRU, A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado"

Poster
Trailer


Realizador: Josh Boone  | Actores: Shailene Woodley, Ansel Elgort, Willem Dafoe, Nat Wolff
Género: Drama | Data de estreia em Portugal: Sem previsão
 http://icons.iconarchive.com/icons/arrioch/blawb/128/imdb-icon.png

domingo, 12 de janeiro de 2014

Vencedores dos passatempos

1 comentário:
Olá! Antes de mais peço desculpas pelo atraso na divulgação dos vencedores dos passatempos de Dezembro.



O passatempo Liberta-me teve 88 entradas validas e a vencedora foi

Mariana (...) Caldeira de Esposende






O passatempo A Bibliotecária teve 77 participações válidas e a vencedora foi 

Maria de Fátima (...) Cunha de Vilar do Paraíso

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Passatempo "Entre o Agora e o Nunca"

1 comentário:


Com o apoio da nossa parceira Editorial Presença temos para oferecer um exemplares do livro Entre o Agora e o Nunca de J. A. Redmerski . Boa sorte a todos.


As regras estão descritas abaixo e o vencedor é escolhido aleatoriamente através do random.org
1 - Podem participar até dia 19 de janeiro às 23H59 e o vencedor será escolhido pelo random.org.
2 - Só é aceite uma participação por pessoa / e-mail.
3 - É obrigatório ser seguidor público do blog
4 - É obrigatório ser fã da nossa página do facebook, clicar aqui 
5 - É obrigatório divulgar nas redes sociais e deixar o link da divulgação no espaço correcto.
6 - Só serão consideradas as respostas que mencionem os dados pedidos.
7 - Passatempo válido apenas para Portugal Continental e Ilhas.
8 - O nome do vencedor será publicado no blogue e o mesmo será contactados por email.
9 - A entrega do prémio ficará a cargo da editora.
10 - A Administração do Blog e a editora não se responsabilizam por qualquer atraso ou extravio dos CTT.


quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

[Novidade] Entre o agora e o Nunca de J.A. Redmerski [Editorial Presença]

Sem comentários:
Titulo: Entre o Agora e o Nunca
Autor: J. A. Redmerski
Coleção: Grandes Narrativas Nº 565
PVP: 18,80€

Sinopse:
Camryn Bennett decide, com a impetuosidade dos seus 20 anos, abandonar um quotidiano previsível e aventurar-se numa viagem sem destino em busca de si própria. Entra num autocarro de longo curso e deixa-se ir ao sabor do momento. É então que conhece a pessoa que irá mudar para sempre a sua vida - Andrew Parish, um jovem que vive a vida intensamente. O espírito livre e aventuroso de Andrew exerce sobre Camryn um poderoso fascínio e, pouco a pouco, vai quebrando as suas defesas, libertando-a das convenções que a impedem de viver plenamente o presente e expondo os seus desejos mais secretos. Sensual e inspirador, este romance fala-nos do amor, da paixão, do erotismo... e da coragem de vivermos até ao limite sem nos trairmos a nós próprios. 
 
Sobre a autora:
J. A. Redmerski é uma autora bestseller do New York Times, do USA Today e do Wall Street Journal. Vive em North Little Rock, no Arkansas, com os três filhos. Os direitos de Entre o Agora e o Nunca foram vendidos para diversos países, entre os quais Espanha, França, Reino Unido, Alemanha, Grécia, Israel, Brasil e Tailândia.

Para mais informações, consulte o site da Editorial Presença, aqui

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Destinos Cruzados de Melissa Hill [Opinião]

4 comentários:

Para mais informações clicar AQUI



Sinopse:

Holly O`Neill tem uma loja de roupas vintage, um filho de dez anos que ama e uma fada madrinha misteriosa que, a cada momento crucial da sua vida, tem um berloque para adicionar à sua pulseira, que assim se torna o seu bem mais precioso. Um dia, quando encontra a pulseira de outra pessoa num dos casacos da sua loja, sente que tem de a reunir com o seu proprietário. Greg é um corretor da bolsa e tem uma namorada perfeita com quem quer casar, mas decidiu deixar Wall Street para prosseguir a sua verdadeira paixão: a fotografia. Holly e Greg não se conhecem e não têm nada em comum. Vai ser precisa a magia de Nova Iorque, um pouco de sorte e outra pulseira da felicidade para os fazer encontrar...


Este livro surgiu na altura ideal para o ler, pouco antes da época natalícia, quente, doce e brilhante como uma prenda de Natal. Já li todos os livros publicados de Melissa Hill e todos eles têm-me surpreendido de forma gradual, o último que leio torna-se o meu preferido. Gostei tanto deste que não descansei enquanto não comprei uma linda pulseira de berloques, totalmente diferente das que encontramos no dia à dia e que acabou por me dar ideias, para o presente perfeito para as minhas manas e sobrinha.

Mas falando acerca do livro, em Destinos Cruzados Melissa Hill dá-nos a conhecer Holly O'Neill, uma jovem mãe solteira a trabalhar numa loja de roupas vintage. Devo confessar que a sinopse não despertou aquele interesse imediato em mim, vintage e a minha pessoa não combinam em nada, acho certas peças «interessantes» mas não me faz correr atrás delas como certas amigas de minha irmã do curso de design moda... gostos... no entanto Holly cativa-nos nas primeiras páginas. Todo o percurso de vida dela desperta em nós uma certa empatia, especialmente nas situações mais problemáticas de sua vida... situações essas onde a dita pulseira de berloques (a dela) surge acompanhada do primeiro berloque. Ao longo de sua vida, as peças da pulseira vão sempre chegando nos momentos mais difíceis ou especiais de Holly. Por a sua própria pulseira ser algo tão importante para Holly, a procura da dona da pulseira que ela encontra num casaco entregue na loja onde trabalha, torna-se algo bastante pessoal!

A trama da estória passa-se em pouco mais de um mês o que poderá facilmente ser antecipado pelo leitor, sem no entanto perturbar o interessa pela mesma. As personagens estão bem caraterizadas, dando relevo à trama. O romance existente no livro é totalmente imaginado por quem o lê, uma vez que as personagens principais, estão condenadas a sofrer pelo caminho até finalmente... enfim, têm mesmo de o ler.

Preparem-se para grandes reviravoltas ao longo deste livro, mesmo até à última página, terminei-o com uma lágrima no canto do olho e bastante surpreendida com o desenrolar e o verdadeiro motivo de Holly ter encontrado a dita pulseira...

Melissa Hill consegue construir um romance com os tons vibrantes do Natal, excelente livro para ser lido no dia 25, enroladas numa manta novinha em folha, que a mãe/avó/sogra/tia-avó nos ofereceu! Uma vez que o Natal já passou, aconselho a sua leitura ainda durante este mês, num daqueles dias chuvosos que nada nos faz querer sair de casa! Outro aspeto essencial deste livro, é passar-se na maravilhosa cidade de Nova Iorque, um dos locais a meu ver mais mágicos, para se passar esta época festiva!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

[Cinema] A Viagem dos Cem Passos

Sem comentários:
Livro:
A Viagem dos Cem Passos

Segundo o site da revista Sábado, o romance "A Viagem dos cem passos" editado Dom Quixote em 2011 vai ser passado ao grande ecrã em 2014 e chegará a Portugal em Agosto!

"O autor, Richard C. Morais, nasceu em Portugal mas é um norte-americano criado na Suíça. O seu primeiro romance, ‘A Viagem dos Cem Passos’ (título português), vai agora ser transformado num filme produzido por Steven Spielberg e Oprah Winfrey.

O título refere-se à aparente enorme distância cultural entre a cozinha francesa e indiana, e o livro conta a história da rivalidade entre a dona de um restaurante de três estrelas Michelin, em França, e de um restaurante indiano que abre a apenas 30 metros de distância."

Poster:
Cartaz do Filme

Realizor: Lasse Hallström | Actores: Helen Mirren, Rohan Chand, Charlotte Le Bon |
Género: Drama | Data de estreia em Portugal: 15 de Agosto

 

domingo, 5 de janeiro de 2014

"A Caça" de James Patterson (Opinião)

Sem comentários:

Para mais informações clique aqui

Sinopse:

Uma cidade mergulhada no caos. Um assassino de uma crueldade assombrosa. Só um homem será capaz de o travar.
O detetive Alex Cross é chamado ao local do pior crime a que alguma vez assistiu. Uma família inteira foi assassinada de forma brutal e impiedosa, e uma das vítimas era uma antiga paixão sua.
O mesmo tipo de crimes sucede-se, mantendo um padrão semelhante: a morte de famílias inteiras, cujos corpos são depois objeto de uma crueldade violenta. Alex Cross e a sua namorada atual, Brianna Stone, mergulham neste caso e enredam-se na teia do mortífero submundo de Washington DC. Aquilo que descobrem é tão chocante que mal conseguem compreendê-lo: os assassinos pertencem a um gangue altamente organizado, encabeçado por um diabólico senhor da guerra conhecido como Tigre. Quando o rasto deste temível assassino desemboca em África, Alex sabe que tem de segui-lo. Desprotegido e só, Alex é torturado e perseguido pelo gangue do Tigre.
Conseguirá Alex caçar o seu inimigo, ou será ele próprio a caça?




Devo começar por alertar que sou fã de James Patterson, para mim foi o autor descoberta de 2013 e até agora não li um livro dele que não o tenha devorado do principio ao fim.

"A Caça" é uma história incrível que apesar de se iniciar nos E.U.A.,  nos remete para a Nigéria, Sudão e Serra Leoa,  para os diamantes de sangue e ouro negro (petróleo), é uma história envolvente onde a acção e perseguição são constantes, revelando pequenas histórias de amor pelo próximo, envolve guerra, as suas consequências e tenta alertar para o que os interesses monetários de algumas pessoas e nações podem trazer a populações.

Ao ler este livro, lembrei-me de muitas reportagens vistas nos nossos telejornais  que há uns anos (entre 5 a 10)  falavam dos campos de refugiados de Darfur, do conflito no Sudão  e confesso que ajudou a compreender melhor a realidade histórica por detrás do livro. 

Mais uma vez James Patterson criou uma rede de personagens misteriosas, interessantes, cujo passado traz luz á história. Adanne a bela jornalista nigeriana que vai ajudar Alex Cross em África,  ficará para sempre marcada em mim, pela sua história pessoal, pela sua história familiar, pela sua força e coragem. O facto deste assassino ter como "braço-direito" crianças soldado e ter construído uma personagem tão maléfica e completa, também não será facilmente deixado para trás.
A capa do livro chama a atenção em qualquer livraria pelas suas cores quentes, remetendo-nos para África, onde maior parte da acção é pasada. Os capitulos pequenos não conseguem minimizar o horror  vivido pelas personagens, os cenários de crime que este assassino leva para os E.U.A. que são uma pequena amostra dos acontecimentos gerais na Nigéria, Serra Leoa e Sudão, onde o cenário de insegurança, terror e guerra se espalham em nome dos interesses pessoais, fizeram-me devorar o livro.

Para mim este foi o melhor livro de James Patterson que li, o melhor livro policial que li em 2013 e um dos melhores de sempre, pelo que não posso deixar de recomendar a sua leitura.


sábado, 4 de janeiro de 2014

[Série TV]Os Cânticos do Serafim de Anne Rice

Sem comentários:

Os Livros

A CBS confirmou que irá produzir uma série inspirada nos mais recentes livros de Anne Rice, a sua saga de anjos intitulada de "Os Cânticos do Serafim".
Segundo o Deadline (http://www.deadline.com), a autora será produtora executiva do projecto em conjunto com a Sarah Timberman e o Carl Beverly. 
Podem ver a opinião do primeiro livro aqui : O Tempo do Anjo.

Desafios para 2014

Sem comentários:
Este ano decidi participar em alguns desafios literários que tanto me têm intrigado, para começar o Desafio Harlequin do blog Algodão Doce para o Cérebro
 
Como não quero abusar da sorte decidi começar pelo nível mínimo e depois ao longo do ano logo se verá. Estes são os livros que escolhi para ler durante o ano!


__________________________________________________________



Um dos géneros que mais adoro é o romance histórico por isso quando vi que havia um desafio para este género decidi logo apostar nele.
Organizado pelo blogue Ramblings of a Daydreamer este desafio vai desde 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2014 tem 4 níveis dos quais vou escolher o Testing the bonds of time que é o mínimo (de 1 a 5 livros) e inclui qualquer género de Ficção Histórica, ou seja, romance histórico, fantasia histórica, ficção histórica paranormal, YA, adulta, viagens no tempo.
____________________________________________
 Um género que conheci o ano passado e cujos livros me fascinam sempre e por isso vou participar também neste desafio. Promovido pelo blog Blog of Erised o desafio consiste em ler um determinado número de distopias e mais uma vez vou ficar-me pelo nível mais baixo Recruit de 1 a 6 livros.
______________________________________________________

Este é um excelente desafio para conhecer novos autores e fiquei bastante empolgada com ele, promovido pelo blog Literary Escapism e o número mínimo são 15 livros.
E é só, espero conseguir cumprir alguns mas se não consegui pelo menos divirto-me E vocês quais são os vossos desafios literários de 2014?