Crónicas de uma Leitora: Refúgio - Nora Roberts

domingo, 2 de setembro de 2012

Refúgio - Nora Roberts

Refúgio



Sinopse:
Jo Ellen, fotógrafa de renome, pensava ter fugido à casa chamada Refúgio há muito tempo. Ali passara os seus anos mais tristes, depois do desaparecimento inesperado da mãe. Contudo, a casa que encima as praias exóticas de uma ilha ao largo da Geórgia continua a assombrá-la. E agora, mais assustadoras ainda são as fotografias que alguém lhe começa a enviar: primeiros planos sinistros e puros, culminando no retrato mais chocante de todos, o da mãe... nua, bela e morta. Jo terá de regressar à ilha da sua infância e à família que procurou esquecer. Com a ajuda de um homem, descobrirá toda a verdade sobre o seu trágico passado. Mas o seu Refúgio pode revelar-se o local mais perigoso de todos...

Opinião:

Muita gente sabe que sou grande fã da autora Nora Roberts e que um dos meus objectivos na minha vida literária é ler todos os livros dela. No entanto apesar de ser grande apreciadora dos romances de Roberts, afirmo que todos os livros têm a mesma fórmula = romance+mistério+final feliz e que por vezes aborrece-me um bocado, tento não ler muitos livros seguidos de forma a não enjoar, mas desta vez decidi pegar em "Refúgio" logo após ter acabado "Mentiras Crúeis" e talvez devido a isso, não gostei muito de "Refúgio".

A história está bem explícita na sinopse, Jo Hathaway vive atormentada e solitária desde que foi supostamente abandonada pela mãe na infância e decidiu deixar a vida pessoal para segundo plano e dedicar-se à fotografia profissionalmente conseguindo alcançar sucesso na área. O seu pesadelo começa quando recebe várias fotografias sinistras especialmente uma onde a sua mãe aparece morta. Jo decide que é hora de voltar a casa, ao lar onde cresceu de modo enterrar de uma vez por todas os fantasmas do passado.

Este assassinado inicia uma clima de mistério e suspense que a mim não me conseguiu prender até à última página e não é dos melhor casos da Nora. FIcamos sim, curiosas de saber todo o suspende à volta da morte da mãe de Jo, mas já vi a autora a escrever melhor. E a Nora sabe incorporar bem a parte policial num romance, ou não teria uma série de 40 livros com esta vertente (falo claro da série Mortal, editada pela SDE com o pseudónimo de J.D.Robb). Mesmo assim, algumas descrições são de arrepiar. 

De modo a alijeirar todo o clima de suspense e como é habitual, há vários romances entre várias personagens que ambientam toda a trama, não havendo um casal principal, todos têm o seu protagonismo ao longo do livro. Eu que fico sempre encantada com as histórias de amor que a autora conta, nem assim consegui ganhar entusiasmo pelo livro. O facto de o final do livro ser completamente previsível e igual a tantos outros, deixa um sabor amargo na boca. A autora prometeu muito mas acabou por morrer na praia.

Concluindo, não há muito mais a dizer, "Refúgio" tem todos os ingredientes para uma boa leitura: romance, amizade, mistério, drama, relacionamentos familiares...apenas não foram explorados como deviam. Não é um livro que deixa saudades. 



Sem comentários:

Enviar um comentário