Crónicas de uma Leitora: "Entrega Total"

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

"Entrega Total"

Título: Entrega Total
Autora: Cheryl Holt
Editora: Quinta Essencia
Edição: 1ª edição, Lisboa, 10 de Agosto 2010
 Páginas: 408

Sinopse:Com os últimos bens perdidos ao jogo pelo seu dissoluto irmão, Lady Sarah Compton viajou até uma festa numa casa de campo para desfrutar de um derradeiro momento de graciosidade e de beleza. Contudo, ignora que a ocasião é igualmente um famoso evento, em que membros da aristocracia podem realizar todas as suas fantasias sensuais e caprichos eróticos. Tão-pouco se apercebe de que o homem maravilhoso que entrou furtivamente no seu quarto é nem mais nem menos do que Michael Stevens, um libertino que dá e recebe ousadamente prazer...

Opinião:  Lady Sarah Compton perdeu a sua pequena fortuna devido ao seu irmão ser viciado em jogos. Auto-intitulada de Solteirona, Sarah não deseja nenhum homem na sua vida, no entanto viaja até uma festa numa casa de campo para ter um momento só para si e desfrutar do ambiente calmo e sereno que o campo lhe pode oferecer.
O que não sabia era que esta festa era completamente diferentes das outras e ela nem se apercebe quando alguém a observa.
Um famoso invento em que os membros da aristocracia (tanto homens como mulheres), onde estes podem realizar todas as suas fantasias sexuais e desejos.
Num banho relaxado e há muito desejado Sarah mal se apercebe que após se secar um homem maravilhoso lhe entra pela porta, que esta até então desconhecida, e lhe invade o quarto de vestir furtivamente e com desejos de a possuir.
Michael Stevens, é um libertino que dá e recebe prazer de livre e espontânea vontade, toda a mulher o deseja ter nem que seja por uma noite. Filho bastardo de um conde, é conhecido por Londres como o mais famoso sedutor que já alguma vez se viu. No entanto Sarah não o conhece, óbvio.
Como seria de imaginar Michael, deseja-a profundamente, no entanto vendo que a jovem não sabe nada do que se passa na casa e que tipo de festa se tratava deixa-a e explica-lhe o que se faz mesmo naquela casa, avisando-a que deverá sair no dia seguinte e sem mais demoras.
Ignorando o aviso, Sarah tem fortes ideias de permanecer na casa.
Ambas as personagens são muito estereotipadas, e a personagem de Michael pareceu-me muito forte ao inicio, no entanto mostrou-se fraca e deveras estranha, digo isto pelas atitudes que teve em relação a mulher que supostamente "amava", para procurar outras mulheres. Sarah apesar de tudo, da sua inocência e as suas descobertas até nem é nada má. Tudo envolvido num ambiente de Londres sujo e corrupto.
No entanto vindo de Cheryl Holt esperava outra coisa, algo mais como Ligações Proibidas.
Mas é um livro com uma leitura agradável e que nos mostra porque é que Cheryl Holt é das melhores a escrever romances sensuais.

Sem comentários:

Enviar um comentário