Crónicas de uma Leitora: [Crónicas da Isabel] "Um beijo em Havana", de Michelle Jackson

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

[Crónicas da Isabel] "Um beijo em Havana", de Michelle Jackson


 
 
 
 
Autora: Michelle Jackson

Título: "Um beijo em Havana"

Título Original: "One Kiss in Havana"

Editora: Quinta Essência ( Grupo Leya)

Edição: Julho de 2012

Páginas: 404


Sinopse:


   Emma, Louise e Sophie são irmãs. Talentosas, artísticas e criativas, têm muito em comum, especialmente no que diz respeito a homens. Quando Emma recebe do seu falecido marido pelo correio dois bilhetes para Cuba, fica mais do que surpreendida. Decide levar Sophie, sem perceber que o marido sempre tivera a intenção de a levar com ele. Enquanto as irmãs aproveitam o sol das Caraíbas, Louise reencontra Jack Duggan, o amor do seu passado, o que vai abalar o seu casamento com Donal. Enquanto isso, em Cuba, Emma conhece um sósia de Che Guevara, Felipe, e Sophie conhece Greg, um negociante de arte canadiano. Num cenário paradisíaco de amenas noites tropicais, música cubana e cocktails de rum, as irmãs não fazem ideia de onde um beijo em Havana as vai levar...
 

Crítica/opinião por: Isabel Alexandra Almeida

 
   Michelle Jackson, autora Irlandesa, traz-nos um belíssimo romance contemporâneo, de leitura rápida, e que nos transporta para Havana (Cuba), mas também para o seio de uma família Irlandesa, de mulheres fortes, criativas e que enfrentam os seus dramas pessoais.

As personagens centrais são as três irmãs Emma, Louise e Sophie. Com personalidades bem distintas e vincadas, veremos de que modo irão elas enfrentar os desafios que o destino lhes coloca no caminho.

Emma, Jornalista e escritora, enviuva de Paul, o qual é vítima de ataque cardíaco, deixando um mistério a rodear a sua morte. Inteligente, algo ingénua, dedicada à família, como irá Emma reaprender a viver após a perda que sofreu? Sairá vencedora do conflito familiar eminente?

Sophie, sedutora, sensual, impetuosa, mimada,egoista, egocêntrica, manipuladora, acaba por se ver subitamente confrontada com a perda do homem que amou, nada mais nada menos do que o seu cunhado Paul (marido de Emma), com o qual mantinha uma relação extra-conjugal, e com quem iria partilhar a vida, não hesitando em trair a irmã. Vive a angústia de um luto secreto, pelo amante falecido, e teme pela reacção de Emma, se souber que era Sophie que iria viajar até Havana, com Paul (numa viagem por este marcada, que as duas irmãs acabam por realizar juntas, por ironia do destino).

Louise, Professora de Música, e agora dona de casa a tempo inteiro, luta interiormente contra a sua revolta perante a rotina e estagnação da sua vida pessoal, e da carreira, e volta a ser atormentada perante a tentação de adultério, ao reencontrar um amor do passado, Jack Duggan (um seu ex aluno, com o qual viveu um escaldante romance, pouco antes de se casar com o fiel e dedicado Donal). Irá Louise saber resistir à tentação?

O espaço social corresponde à classe média-alta Irlandesa. Quanto ao espaço físico do romance, este divide-se entre as belas paisagens da Irlanda natal das personagens (e da autora da obra) e as exóticas e tropicais paisagens das caraíbas, em Cuba, é curioso viajarmos até à vivência cubana, evocando Hemingway e "O velho e o mar", a vida de luxo proporcionada aos turistas nos resorts, e a dificil vida do povo Cubano, com dificuldades de acesso aos mais elementares bens de consumo (como produtos de higiene e beleza), a multiplicidade étnica do povo, a sua hospitalidade, e , em alguns casos, os escrúpulos que se perdem para melhorar a sobrevivência. Verdadeiramente fascinante, a autora transporta-nos a Cuba, dando-nos uma completa imagem mental dos locais descritos e do ambiente circundante.

O enredo, tendo por base a vivência de uma família, é bastante elaborado, e empolgante, contendo surpreendentes reviravoltas, e agarrando bem o leitor, numa leitura compulsiva.

Sentimos a tensão entre as irmãs (Emma e Sophie) e a o conflito interno das personagens, ao vivenciarem os seus problemas e contextos pessoais.

O amor e o sexo temperam também o enredo, Greg (um negociante de arte bon vivant) irá envolver-se com uma das irmãs em Cuba, e ali Emma poderá encontrar o amor, se entender os sinais do tímido Felipe (um sósia de Che Guevara); na Irlanda, Louise terá de tomar a decisão da sua vida (pela segunda vez tem de optar entre Jack e Donal), qual será a sua decisão final?

Uma leitura diferente, com drama, sensualidade, paixão, amor, conflitos familariares e que nos leva a pensar que a vida é feita, tantas e tantas vezes, de oportunidades e escolhas que aproveitamos da melhor ou da pior forma.

Michelle Jackson é uma autora a seguir, indubitavelmente. Recomendamos!
 
Esta e outras opiniões disponíveis em Os Livros Nossos

Sem comentários:

Enviar um comentário